in

Sexta-feira eletrônica no Lollapalooza – DjMag Brasil

Sexta-feira eletrônica no Lollapalooza

Sexta-feira eletrônica no Lollapalooza

Já sabe o que vai rolar no primeiro dia de festival?

por Pollyanna Assumpção

Todo ano o Lollapalooza surpreende os fãs de música eletrônica com nomes no line up que não veríamos por aqui em outros festivais. Já conhecido por ser um dos maiores festivais do Brasil, arrastando até 100 mil pessoas por dia no Autódromo de Interlagos nos últimos anos, o festival chega em sua nona edição com um palco eletrônico cada vez maior e mais interessante nos dias 03, 04 e 05 de abril.

Além de nomes da bass music global, que já é uma vertente tradicional no line up do festival, o Lolla segue em sua tradição de trazer nomes grandes na América do Norte e na Europa e que no Brasil ainda não são tão populares pras massas locais e também seguir as tendências do momento, o que esse ano os fez investir em grandes nomes do tech house.

Lolla_0141

O Lolla também se tornou um festival que valoriza os nomes mais queridos na cena eletrônica brasileira e que ficam muitas vezes restritos apenas a festivais de nicho. Isso torna possível apresentar a música eletrônica brasileira em horários alternativos que permitem os fãs dos artistas headliners dos palcos de outras vertentes, pararem no palco eletrônico para conferirem afinal, quem são os artistas com nomes com letras menores no pôster do festival.

A sexta-feira conta com nomes como Barja, Beowülf, Jetlag, Vinne, San Holo, Chris Lake, Rezz e Alan Walker. Sábado conta com Fractall, Rocksted, Ashibah, Victor Lou, Boombox Cartel, Chemical Surf, Madeon e Martin Garrix. E o domingo encerra com Fatnotronic, Malifoo, Fancy Inc, Chemical Surf, Evokings, Cat Dealers, Goldfish, R3hab, Illenium e Armin Van Buuren.

Barja
Cantora e DJ, é responsável por apresentações enérgicas que misturam várias vertentes, sendo impossível definir seu som. A cantora, produtora e DJ consegue cantar suas faixas autorais e tocar ao mesmo tempo, e foi semifinalista do programa Ídolos.
Beowülf
O ex misterioso DJ e produtor, que agora tem seu rosto conhecido por todos, Beowülf já vem fazendo carreira em palcos dos maiores festivais brasileiros. Portanto o Lollapalooza não será um missão difícil para o artista. Um dos nomes mais queridos pelos frequentadores das festas eletrônicas pelo país, promete um set cheio de hits.
Jetlag
Não é a primeira vez do duo no Lollapalooza. E sua segunda passagem pelo festival, os DJs Paulo Velloso e Thiago Mansur prometem trazer seus maiores hits e remixes que deixam a galera muito doida pelas casas premium do país.
Vinne

O goiano Vinne é mais um nome super conhecido nas pistas brasileiras. Com apenas 23 anos, o artista é dono do remix mais badalado de um dos maiores hits que esse Brasil já viveu: “O Sol” de Victor Kley. Com um som tipicamente brasileiro, ele promete fazer a galera rebolar com muito grave.
San Holo
Sander van Dijck, ou apenas San Holo, é da turma da Holanda e traz o som que só o Lollapalooza sabe escalar: a boa e pesada trap music. Já prevemos momentos de muitos pulos e mãozinhas no ar no set do artista que já foi professor de guitarra para crianças.
Chris Lake
Chris Lake dispensa apresentações. Um dos maiores nomes da atualidade quando se trata de tech house, o DJ é dono de vários clássicos da pista e vai tocar todos eles no primeiro dia de festival. Recentemente ele esteve pelo país em companhia de seu amigo Fisher, mas dessa vez fará toda sua magia sozinho no Palco Perry.
Rezz
Isabelle Rezazadeh, ou Rezz, já lançou músicas por selos como Mau5trap e OWSLA e está na estrada desde 2015. Já fez parcerias com artistas como Zeds Dead e faz um trap pesado e melódico ao mesmo tempo, que com certeza deixará o clima do Palco Perry mais escuro.
Alan Walker
Já queridinho pelo público brasileiro e fãs do festival, Alan Walker já ultrapassou as barreiras da música eletrônica e virou figurinha das ondas da rádio se tornando popular o suficiente para trazer não-fãs de música eletrônica para seu show. Com certeza podemos esperar todos os hits que já ouvimos por aí e não sabíamos quem tocava.

Com a ficha de todos os artistas de música eletrônica do primeiro dia de Lollapalooza nas mãos, você já pode escolher o tipo de som que mais gosta e quais momentos quer prestigiar no palco com o som mais alto do festival. Até lá!


Veja mais em DJMag

Como foi o Ame Laroc Festival 2020?

Entrevistamos Ashibah sobre o Lollapalooza Brasil. Confira.