in ,

Dentista vítima de homofobia em fila de vacina é encontrado morto no MS; irmão desabafa: ‘Deu uma reviravolta maior na vida dele’

O cirurgião dentista Gustavo dos Santos Lima, de 27 anos, foi encontrado sem vida nesta madrugada (14) na casa onde morava com os pais, no Bairro Rita Vieira, em Campo Grande (MS). A causa da morte ainda não foi divulgada. O rapaz, que lutava há anos contra a depressão, recentemente foi vítima de homofobia em um posto de vacinação da cidade, em um caso que chamou atenção de todo o país. As informações são do jornal Campo Grande News.

Formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Gustavo era residente na Unidade Básica de Saúde do Coophavilla II e atuava também como voluntário em pontos de imunização contra a Covid-19 do município. Em 21 de agosto deste ano, uma mulher recusou receber atendimento do profissional no drive-thru do hospital Albano Franco. Como justificativa, ela teria dito que a filha adolescente não seria vacinada “por esse tipo de gente: um viado“.

Continua depois da Publicidade

O episódio virou manchete, foi discutido pela Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e acabou repercutindo pelo Brasil. Na época, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) também manifestou repúdio e instaurou uma sindicância para apurar o caso de homofobia – que segundo Adriano Lima, irmão de Gabriel, piorou o quadro depressivo do dentista.

“Aquilo deu uma reviravolta maior na vida dele, começou a tomar mais remédios, se sentiu muito triste. Mas ele sempre foi alguém que batalhou muito na vida, que lutou por muita gente. Por isso, ele voltou a trabalhar, voltou a vacinar, voltou a estudar e buscou forças para seguir em frente”, afirmou, em conversa com a publicação. “Perdi a minha vida, perdi tudo o que eu tinha. Se alguém tivesse a oportunidade de ter um irmão como ele… queria que todo mundo tivesse um pouco do Gustavo”, lamentou, em seguida.

Gustavo foi vítima de homofobia, ainda em agosto. (Foto: Reprodução/Instagram)

Adriano, por fim, enfatizou que ele e sua família procuraram dar todo o suporte necessário a Gustavo, mas não houve tempo de reverter a depressão. “Infelizmente, ele não resistiu. O que fica é o melhor irmão, um grande amigo, um grande profissional e um orgulho para a família”, declarou. Muito abalada, a mãe do rapaz, Tânia Mara Lima, não conseguiu se manifestar sobre a perda.

Nas redes sociais, a Sesau emitiu uma nota de pesar, mediante a morte do rapaz: “A Sesau lamenta profundamente a morte repentina do dentista Gustavo dos Santos Lima, de 27 anos, na madrugada desta quinta-feira (14). Gustavo era residente da USF Coophavilla II e atuava também na frente de vacinação contra a Covid-19 em Campo Grande. Em suas publicações nas redes sociais se mostrava realizado e satisfeito com o trabalho que vinha realizando no apoio à saúde da população do município. A secretaria se solidariza com a dor de amigos e familiares e também sofre por esta perda tão dura”.

A investigação

A investigação por crime de homofobia contra o cirurgião dentista segue em andamento. Segundo informações concedidas pelo delegado Ricardo Meirelles Bernardinelli ao Campo Grande News, está se “afunilando a lista” para chegar à autoria das ofensas contra o rapaz. Imagens do circuito de segurança e a lista dos vacinados do dia em questão também já estão sob posse das autoridades.

“Recebemos a relação de pessoas, arrecadamos imagens dos veículos, estamos afunilando a lista para chegar até a autoria”, afirmou. O atestado de óbito de Gustavo será juntado ao inquérito e o boletim de ocorrência pela morte do rapaz deve tramitar na delegacia do Bairro Rita Vieira.



Veja mais em HugoGloss

O que você acha?

The Tender Bar: longa estrelado por Ben Affleck e dirigido por George Clooney ganha primeiro e emocionante trailer; vem assistir!

TikToker denuncia Coach por destruir e descartar peças do estoque