in

Como nasceu a ARCA, espaço multieventos que receberá a Afterlife em Março – News

Criatividade.

Essa palavra é a grande responsável pela evolução de muitas das coisas que vemos e utilizamos no nosso dia a dia, é assim na indústria automobilística, fonográfica e, claro, por que não na de eventos?

Foi através do olhar criativo de Mário Sérgio de Albuquerque e Mauricio Soares que um espaço abandonado — antes abrigando uma metalúrgica — se tornou o novo local para grandes eventos da cidade de São Paulo.

Eles então decidiram fortalecer a equipe e convidar duas figuras femininas com a mesma visão inovadora para seguir em frente com o projeto: Andrea Galasso e Tatiana Aulicino.

A ARCA, como foi batizada, faz uma relação com o passado, enquanto as novas ideias e o conceito do espaço trazem um olhar futurista e o transformam em uma referência do mercado.

São 9 mil metros quadrados e capacidade para até 7 mil pessoas — com um projeto de expansão que pretende dobrar este número.

Localizado na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, a ARCA vai muito além dos eventos de música eletrônica, é um lugar que tem como propósito abraçar a cultura e os mais diferentes tipos de arte, uma plataforma para toda a indústria criativa, seja do universo dos negócios e inovação até eventos de design, sustentabilidade, esportes, filmagens, conferências, entre outros, inclusive foi inaugurada com uma edição do São Paulo Fashion Week.

A ARCA é, então, um ambiente totalmente versátil pensado para abrigar as mais diferentes “espécies”.

Vale destacar que, dentro do cenário da música eletrônica, a ARCA já recebeu eventos de peso como a festa espanhola Circoloco, uma edição da elrow, a Photon, projeto audiovisual de Ben Klock, e o long set de Solomun.

O próximo compromisso será o primeiro evento showcase da Afterlife no Brasil, que acontece dia 14 de março com o lineup fortíssimo abaixo. Sem dúvidas uma revolução e tanto para a indústria criativa brasileira.


Veja mais em Mixmag

Eita! Anitta está namorando amigo de Pedro Scooby, diz jornalista

Entrevistamos Cour T., uma surpresa do cenário brasileiro