in

veja os looks do evento mais emblemático da moda

Depois de o Met Gala de 2020 ter sido cancelado por causa da pandemia de Covid-19, todos os holofotes estavam voltados para a edição deste ano. O evento, que aconteceu nessa terça-feira (13/9), em Nova York, reuniu uma lista extensa de celebridades, ainda que em escala reduzida devido às restrições sanitárias. O tema principal foi In America (Na América), voltado para o estilo norte-americano.

Vem ver os looks!

Giphy/Arte com fotos via Getty Images

In America

O Met Gala é conhecido como o evento mais emblemático da moda. Um dos motivos é que a cada edição os convidados, que vêm de uma lista seleta organizada por Anna Wintour (editora-chefe da Vogue USA), devem seguir o tema anual para a escolha de visuais.

Neste ano, como a temática envolvia o estilo norte-americano, alguns participantes capricharam em características típicas da cultura local e na história do país. Uma das anfitriãs da noite, a poetisa Amanda Gorman, por exemplo, celebrou a simbólica Estátua da Liberdade, o monumento mais famoso dos Estados Unidos. Desenhado pela estilista Vera Wang, o vestido azul foi adornado com cristais. Para completar, ela usou uma bolsa em forma de livro.

Também host da edição, a tenista Naomi Osaka escolheu um modelito by Louis Vuitton. Segundo a atleta, o outfit celebra a individualidade e como cada pessoa “desempenha um papel no sonho americano”.

Quem também se empenhou no mote da noite foi a cantora Ciara. A referência clara veio do baseball, tradicional esporte dos EUA. Em um vestido verde brilhante, da marca Dundas, a popstar repaginou o uniforme de seu marido, o quarterback do Seahawks, Russell Wilson. Vale reparar na bolsa em shape de bola!

Amanda Gorman no Met Gala 2021
Amanda Gorman, de Vera Wang

 

Naomi Osaka no Met Gala 2021
Naomi Osaka, de Louis Vuitton

 

Ciara no Met Gala 2021
Ciara, de Dundas

Outro highlight veio de Lupita Nyong’o. Com um vestido jeans, by Versace, a atriz surgiu com um penteado maximalista. As inspirações foram a pintora conceitual Lorna Simpson, do Brooklyn. Old Hollywood e filmes de faroeste também estão nas entrelinhas da composição, segundo a maquiadora Nick Barose, em relato à Vogue.

O ator Timothée Chalamet (anfitrião do evento) deu uma pitada casual ao look de gala. A estratégia foi um clássico tênis All Star, da Converse, de cano médio. Clássico! O calçado deu charme ao terno despojado assinado por Haider Ackermann.

O country, um dos gêneros musicais mais populares dos Estados Unidos, assim como um tom de Velho Oeste, também marcaram presença no Met Gala. A cantora Jennifer Lopez, de Ralph Lauren, não dispensou um chapéu para garantir a pegada western.  Usando Versace, Maluma também apostou na vibe de cowboy. Já a cantora Kacey Musgraves (de Ralph Lauren) investiu em um mood equestre.

Lupita Nyong'o no Met Gala 2021
Lupita Nyong’o, de Atelier Versace

 

Timothée Chalamet no Met Gala 2021
Timothée Chalamet, de Haider Ackermann

 

Jennifer Lopez no Met Gala 2021
Jennifer Lopez, de Ralph Lauren

 

Maluma no Met Gala 2021
Maluma, de Atelier Versace

 

Kacey Musgraves no Met Gala 2021
Kacey Musgraves, de Ralph Lauren

A sofisticação de Hollywood, de diferentes décadas, marcou presença no Met Gala 2021. Nesse sentido, Kendall Jenner roubou a cena. A top model homenageou Audrey Hepburn com um vestido da Givenchy, grife favorita da atriz. Mais especificamente, a inspiração saiu de um visual usado no filme My Fair Lady (Minha Bela Dama), de 1964.

Uma das anfitriãs do Met Gala 2021, Billie Eilish também mirou na vibe Old Hollywood. A referência para o look volumoso, desenvolvido pela grife Oscar de la Renta, veio de ninguém menos que Marylin Monroe. A cauda supercomprida deu o que falar.

As escolhas de Sienna Miller (vestida de Gucci) e Anok Yai (de Oscar de la Renta) entregaram o glamour dos anos 1950, com direito brilho e muitas plumas. A atriz Barbie Ferreira, que optou por um visual da label Jonathan Simkhai, não economizou nas pérolas, com toque dos anos 1920. As modelos Gigi Hadid (Prada) e Hailey Bieber (Saint Laurent) também não passaram despercebidas, com vestidos longos sem alças.

A atriz Yara Shahidi também arrasou. Com um outfit da Dior, ela se inspirou na cantora e dançarina americana-francesa Josephine Baker. A peça, com nervuras e silhueta marcada, foi complementada com luvas.

Já Kaia Gerber apareceu com um vestido preto de cintura marcada e detalhes em flores no busto. O visual foi criado por Oscar de La Renta. O detalhe especial é que a modelo se inspirou em um look de Bianca Jagger, usado no Met Gala de 1981, da Dior.

no Met Gala 2021
Kendall Jenner, de Givenchy

 

no Met Gala 2021
Billie Eilish, de Oscar de la Renta

 

no Met Gala 2021
Sienna Miller, de Gucci

 

no Met Gala 2021
Anok Yai, de Oscar de la Renta

 

no Met Gala 2021
Barbie Ferreira, de Jonathan Simkhai

 

no Met Gala 2021
Gigi Hadid, de Prada

 

no Met Gala 2021
Hailey Bieber, de Saint Laurent

 

Yara Shahidi no Met Gala 2021
Yara Shahidi, de Dior

 

no Met Gala 2021
Kaia Gerber, de Oscar de la Renta 

Um dos visuais mais comentados do Met Gala 2021 foi o do rapper Lil Nas X. Ele escolheu não apenas um, mas três figurinos da Versace para a ocasião. O cantor surgiu com uma manta dourada. Ao ser retirado, o item exibia uma armadura metalizada. Por último, um macacão brilhoso com zíper frontal.

Quem também deu o que falar foi Kim Kardashian. A empresária apareceu toda coberta, da cabeça aos pés, com um outfit preto da Balenciaga. Para fechar a estética performática, o casal Rihanna e A$AP Rocky elegeram vestes com bastante volume. As marcas selecionadas foram Balenciaga e ERL, respectivamente.

Lil Nas X no Met Gala 2021
Lil Nas X, de Atelier Versace

 

Lil Nas X no Met Gala 2021
Segunda parte do look de Lil Nas X

 

Lil Nas X no Met Gala 2021
Terceira etapa do visual do rapper

 

Kim Kardashian no Met Gala 2021
Kim Kardashian, de Balenciaga

 

Rihanna e A$AP Rocky no Met Gala 2021
Rihanna, de Balenciaga, e A$AP Rocky, de ERL

 


Exposições do Met

Tradicionalmente, o Met Gala é realizado na primeira segunda-feira de maio, mas neste ano o baile foi adiado. O evento marca a abertura da exposição anual do Costume Institute do Metropolitan Museum of Art.

Desta vez, a mostra será dividida em duas partes. A primeira, batizada de In America: A Lexicon of Fashion (Na América: Um Léxico da Moda, em tradução livre), será inaugurada no dia 18 de setembro. A iniciativa é dedicada ao “vocabulário moderno” da moda norte-americana, em comemoração aos 75 anos do Costume Institute.

A etapa seguinte foi nomeada In America: An Anthology of Fashion (Na América: Uma Antologia da Moda), e só estreará em 5 de maio de 2022. A exposição promete explorar narrativas da história norte-americana com trajes do século 18 até os dias atuais.

 

Veja mais looks do Met Gala 2021 na galeria:

0

 

Colaborou Rebeca Ligabue

Veja mais em Metropoles

O que você acha?

Viúva que mobilizou Cuiabá por morte de marido é presa em reviravolta do caso

Confira os lançamentos da Apple!