in ,

Evaristo Costa faz desabafo afiadíssimo sobre demissão da CNN Brasil nas redes sociais: “Foi um livramento”

No dia 3 de agosto, Evaristo Costa anunciou que seu desligamento da CNN Brasil foi uma surpresa pra lá de desagradável. Para quem não se lembra, ele descobriu a demissão enquanto assistia à nova chamada de programação da emissora, que já não incluía sua atração semanal “CNN Séries Originais”. Desde então, o jornalista não tem escondido seu ressentimento com a situação e, em bate-papo com fãs nas redes sociais ontem (13), não teve papas na língua ao falar sobre o canal.

Após abrir uma caixinha de perguntas nos stories do Instagram, Evaristo matou a curiosidade dos seguidores sobre os “bastidores” da demissão. Ao ser questionado por um internauta sobre seu nível de indignação com a emissora, ele não se segurou. “Sendo “zero” não indignado e 10, máximo de indignação, minha resposta é 10. Foi um prazer e um desprazer maior ainda”, disparou Costa.

Em seguida, alguém quis saber o que o jornalista faria na nova fase. E lá veio mais uma alfinetada. “Seguir com meu período sabático, interrompido por uma pedra no sapato“, devolveu Evaristo, se referindo ao canal de notícias. O ex-âncora do “Jornal Hoje” também foi taxativo ao negar um possível retorno para a CNN. “Sabendo que eu passaria por esse lamentável ocorrido? NUNCA cometeria o mesmo erro”, afirmou. Ele ainda condenou a atitude da empresa e discordou das alegações usadas para demiti-lo. “Poderiam alegar o que quisessem, é direito deles demitir. O que nenhuma empresa pode fazer com funcionários corretos é apunhalar pelas costas e de forma desrespeitosa. Quem faz com um, faz com todos!”, declarou.

Em meio às perguntas, o apresentador revelou que já recebeu três propostas de trabalho e respondeu um internauta sobre uma suposta retratação da emissora e, ainda, se Costa esperava por um pedido de desculpas. “Pela forma desrespeitosa com que me trataram? Não se retrataram e estão tentando encontrar justificativa pra dizer que desvirtuei minha demissão. E sinceramente, espero que nunca mais se dirijam a mim”, afirmou. Na sequência, um fã quis saber se o comunicador considerava o ocorrido um “livramento”. A resposta foi curta e grossa: “ACHO!”. Vixe!

Continua depois da Publicidade

Os desabafos de Evaristo sobre o ocorrido continuaram em entrevista ao “Notícias da TV”, divulgada hoje (14).“Eles foram extremamente deselegantes e despreparados durante o distrato. Fui surpreendido por quem não esperava ser surpreendido, considero uma sabotagem. Mas quem levou o tiro no pé pela atitude foram eles mesmos. Eu optei pela verdade”, pontuou o comunicador.

Ainda segundo o jornalista, após descobrir sua demissão, além de expor o desentendimento com os antigos contratantes de forma bem debochada nas redes sociais, Costa também confrontou seus superiores. “Eu fui dispensado da forma que noticiei: descobri sozinho, assistindo à chamada da nova programação e não me vi – nem meu programa, nem eu – lá. Um dia antes de voltar das férias, liguei para a direção e disseram que meu programa iria sair da grade e que a CNN não tinha mais interesse nos meus serviços”, detalhou.

Continua depois da Publicidade

O descontentamento tomou tamanha proporção, que precisou do envolvimento de advogados. “Durante as tentativas de negociação, eles insistiram várias vezes para que eu anunciasse de forma conjunta à imprensa que foi um distrato de comum acordo e, claro, não aceitei a mentira. Chegaram até a me enviar o texto que queriam divulgar”, entregou Evaristo. “Desliguei o telefone e os acordos passaram a ser entre advogados”, acrescentou.

“Faltavam 15 meses [de contrato] ainda quando fui surpreendido. Não foi em comum acordo. A ação da CNN foi totalmente despreparada. Na hora de me contratar, aceitaram todas as minhas exigências com carpete vermelho. Na hora de me dispensar, me chutaram pela porta dos fundos, sem qualquer consideração”, afirmou. “Disseram que não tinham mais interesse nos meus serviços, a menos que eu voltasse para o Brasil, mas isso eles sabiam que eu não aceitaria. Por isso, acredito que já estava tudo acertado entre eles”, apontou Costa.

Por fim, Evaristo e a CNN não chegaram a um acordo. “Alegaram que não conseguiram vender patrocínio para meu programa, que não é a minha área”, disse ele. “Não fui eu que pedi pra trabalhar lá, eles vieram insistir diversas vezes aqui em Cambridge [no Reino Unido], onde vivo. Mas eu honrei com tudo que prometi. Foi um prazer e um grande desprazer trabalhar lá. Não questiono a demissão, questiono a forma que se deu”, ressaltou. No entanto, pelo menos para Costa, a disputa legal foi encerrada. “As conversas entre advogados já chegaram ao fim. As partes têm direito agora de questionar as legitimidades em juízo”, afirmou.

O que diz a CNN Brasil

No comunicado divulgado pela CNN Brasil, no dia 3 de setembro, a emissora justificou a demissão do jornalista: “Por decisão estratégica e de programação, o CNN Séries Originais encerra sua temporada. Em virtude dessas mudanças, o contrato com o apresentador Evaristo Costa será encerrado”. 

Já em nova nota enviada ao Notícias da TV, o canal expôs outros motivos para a decisão. “Sobre as circunstâncias da saída do jornalista Evaristo Costa, a CNN Brasil, em respeito ao seu público, seus profissionais e parceiros, esclarece que o fim do contrato ocorreu depois que proposta de outros modelos para sua atuação, inclusive a partir do Brasil, não foi aceita pelo profissional. A CNN buscou alternativas consensuais e cumpriu com todas as obrigações contratuais decorrentes do fim do contrato”, declarou.

“A CNN entende que negociação e reformulações fazem parte da relação profissional e são sempre necessárias para acompanhar as tendências do público e adequar a sua programação. A emissora considera que o episódio está superado e deseja a Evaristo sucesso em sua carreira”, concluiu.

Mesmo com o tom amistoso dos comunicados, a “rixa” teve um novo desdobramento quando a CEO do canal, Renata Afonso, declarou que Costa “desvirtuou” as razões que levaram ao fim de seu contrato, em papo com o colunista Mauricio Stycer, do UOL. A fala, no entanto, foi rebatida pelo apresentador. “A CEO diz que tentei desvirtuar a minha desrespeitosa demissão falando que meu programa não fazia parte da linha soft (entretenimento e soft news), por isso não aparecia na chamada. Na verdade, eles estão tentando colocar panos quentes. É querer justificar o injustificável. Seria melhor assumir que não agiram de forma correta, ficava menos vergonhoso”, observou Evaristo.

A audiência do “CNN Séries Originais” teria sido um dos motivos para a demissão de Evaristo Costa. (Foto: Reprodução/CNN Brasil)
Continua depois da Publicidade

Planos para o futuro

Felizmente, nem tudo são lágrimas! Após o desabafo, Evaristo comentou a grande onda de apoio e carinho que recebeu do público em meio à demissão. “Agradeço o carinho de milhares de pessoas que se identificaram com o que passei. Quem é demitido se sente mal, e me expor com a verdade mostrou às pessoas que ninguém está livre de ser demitido. O questionável é a forma. Ninguém mais aceita desrespeito. Empresas competentes cuidam bem da sua reputação”, alfinetou o jornalista.

Sem contrato com nenhuma emissora, o comunicador disse, ainda, que planeja retomar o plano inicial, que havia feito após sua saída da TV Globo – ter um ano sabático, longe das telinhas. “Quanto ao meu futuro, estou feliz e grato como garoto-propaganda de várias marcas que confiam na minha imagem e sigo na Inglaterra com meu sabático que foi interrompido pela CNN”, concluiu. Eita!

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.12&appId=356266971538082&autoLogAppEvents=1″;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Veja mais em HugoGloss

O que você acha?

Estrela de reality show dá detalhes de sexo com jogador de futebol português: “Menor micropênis que eu já vi”

MET Gala 2021: Keke Palmer dá spoiler de comida do evento e aparência surpreende: ‘Por isso que não mostram pra vocês’