Um grupo de turistas alemães foi acusado de derrubar uma estátua valiosa, localizada no norte da Itália, na última segunda-feira (31). O acidente foi registrado por câmeras de segurança, que mostram o momento em que os jovens danificam o monumento, avaliado em cerca de 200 mil euros (equivalente ao valor de 1 milhão de reais).

Os turistas estavam visitando a Villa Alceo, vilarejo na cidade de Viggiu, e decidiram posar para algumas fotos. Dois jovens do grupo entraram no espaço de uma fonte e subiram para abraçar a obra “Domina”, do artista Enrico Butti. No entanto, um terceiro individuo do grupo empurrou os companheiros, que acabaram caindo junto com a estátua esculpida em mármore, de 150 anos.

O gerente da Villa, Bruno Golferini, apresentou uma queixa à polícia local contra todos os 17 turistas alemães que estavam hospedados na propriedade. Os jovens, porém, deixaram a Itália desde o ocorrido. As filmagens captadas pelas câmeras de segurança circularam nas redes sociais. Assista:

De acordo com Golferini, o conserto da obra será complicado, devido aos grandes danos causados nos azulejos da fonte. “Domina era de certa forma a mulher que protegia a vila”,  lamentou o gerente. “Infelizmente, existem essas pessoas ignorantes que fazem esse tipo de coisa”, completou.

Outros casos de danificação de monumentos ocorreram na Itália 

Esta não é a primeira vez que monumentos italianos são comprometidas por turistas. Em junho deste ano, o inglês Ivan Dimitrov vandalizou o Coliseu, em Roma, ao escrever o seu nome e de sua namorada em uma parede interna do antigo anfiteatro romano. O Ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano, pediu uma punição exemplar para o homem, que poderia enfrentar até 5 anos de prisão e pagar uma multa de pelo menos 15 mil euros (cerca de 79 mil reais).

Continua depois da Publicidade

O turista, no entanto, pediu desculpas por vandalizar o patrimônio cultural em carta enviada à promotoria pública de Roma. “Admito, com profunda vergonha, que só soube da antiguidade do monumento depois do que aconteceu”, escreveu Danailov. “Agora estou ciente da seriedade do ato cometido, e quero me desculpar honestamente, de todo o coração, aos italianos e a todo o mundo a um patrimônio que é, de fato, uma herança de toda a humanidade”, disse.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *