Um dia após ter sido processada por três ex-dançarinas que a acusaram de forçá-las a participar de um show de striptease, uma antiga entrevista de Lizzo veio à tona. No vídeo, a artista fala sobre o Bananenbar Amsterdam, mesmo stripclub citado no processo aberto nesta terça-feira (1º).

No papo com o DJ Frank Van der Lende, da rádio 3FM, em 2019, a voz de “Truth Hurts” detalhou suas experiências no Red Light District, o famoso “bairro da luz vermelha” em Amsterdã, área conhecida por abrigar bares nudistas, teatros de sexo, sex shops, vitrines com mulheres vendendo serviços sexuais, além de estabelecimentos que facilitam o uso de substâncias ilícitas.

Ao DJ, Lizzo confessou ter assistido a um show de sexo em que um casal estava “fazendo amor apaixonadamente” e “se beijando”. “Era gente f*dendo, cara. Foi louco. Mas quer saber, foi lindo”, recordou a cantora.

No entanto, na sequência, ela admitiu que estava mais interessada em ver um famoso show explícito envolvendo frutas. “Estou tentando ir ao show em que você come a banana que saiu da v*gina. Qual é esse?”, quis saber ela. “É o Bananenbar”, revelou Frank.

Lizzo, por sua vez, deu a entender que conhecia o local mencionado. “Ah, é o Bananenbar? E eles têm a banana na b*ceta e você tem que ir, [faz som de mordida]? Eu preciso do meu potássio, se você sabe o que estou dizendo”, rebateu ela, aos risos. Assista o papo abaixo:

Continua depois da Publicidade

Incidente em Amsterdã

Em documentos obtidos pela NBC News, nesta terça-feira (1ª), a dançarina Arianna Davis alega que a visita ao stripclub “Bananenbar”, em Amsterdã, aconteceu no início de 2023. O local foi palco para uma das after parties de Lizzo depois de uma apresentação, um ritual rotineiro entre ela e sua equipe. Apesar de não obrigatório, os participantes supostamente eram favorecidos pela cantora se fossem, além de ter “maior segurança” em seus empregos.

Arianna teria sido o “alvo” da artista durante o incidente, revelou o documento: “[Lizzo] começou a convidar os membros da equipe para se revezar tocando as artistas nuas, pegando consolos lançados das vaginas das artistas e comendo bananas saindo das vaginas das artistas. Lizzo, então, voltou sua atenção para a Sra. Davis e começou a pressioná-la a tocar os seios de uma das mulheres nuas”.

Após a recusa da bailarina, a voz de “2 Be Loved” teria liderado um coro de torcida com o resto dos acompanhantes, incitando Davis a tocar a mulher desconhecida. A jovem teria recusado outras três vezes, até que o canto do grupo “ficou mais alto e estridente, exigindo que uma Sra. Davis visivelmente desconfortável se envolvesse com a artista”.

Continua depois da Publicidade

Depois de toda a pressão, Arianna alega que cedeu e tocou brevemente a dançarina exótica, levando seus colegas aos risos. Na sequência, Lizzo supostamente pressionou um membro de sua equipe de segurança a subir no palco e começou a gritar “Tire isso” para os artistas do estabelecimento. “Os queixosos ficaram horrorizados com a pouca consideração que Lizzo demonstrou pela autonomia corporal de seus funcionários e daqueles ao seu redor, especialmente na presença de muitas pessoas que ela empregava”, detalhou a documentação.

Nos dias que sucederam o incidente, após um show em Paris, Lizzo voltou a convidar o grupo para uma boate. A artista alegou que eles poderiam “aprender algo ou se inspirar na performance”. “O que Lizzo deixou de mencionar ao convidar os dançarinos para esta apresentação é que era um bar de cabaré nu”, revelou o processo. Os denunciantes teriam ficado chocados com a decisão da artista de esconder a natureza do evento, acusando-a de “roubar-lhes a opção de não participar”.

Cantora foi acusada de assédio sexual e mais. (Foto: Getty)
Continua depois da Publicidade

Na ação judicial, Arianna Davis, Crystal Williams e Noelle Rodriguez alegaram, ainda, que a voz de “Juice” teria submetido seu balé a um teste “excruciante” após acusá-los de consumir bebida alcoólica no trabalho. Por fim, as ex-dançarinas acusaram a cantora – que ganhou fama por abraçar o movimento “body positive” e celebrar corpos de todos os tamanhos – de dar destaque ao ganho de peso de uma de suas bailarinas. A mesma foi demitida logo após gravar uma reunião por causa de um problema de saúde.

Da esquerda para a direita, as dançarinas Noelle Rodriguez, Arianna Davis e Crystal Williams. (Foto: Reprodução/Instagram)

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *