Imagens de câmeras de segurança registraram o que antecedeu a tragédia em Balneário Camboriú (SC), e deixou quatro jovens mortos, nesta segunda-feira (1º). O vídeo mostra desde o momento em que a BMW azul estaciona no Terminal Rodoviário, até o momento em que uma ambulância chega para socorrê-los.

De acordo com o portal Metrópoles, Gustavo Elias é a primeira vítima a descer do veículo, por volta das três horas da manhã. O jovem de 24 anos aparenta estar passando mal, cambaleia, ergue os braços em direção à cabeça e chega a se apoiar em um dos pilares. O restante do grupo permanece dentro do carro, com o ar-condicionado ligado.

Mais tarde, Karla Aparecida dos Santos, de 19 anos, passa mal e é retirada do veículo nos braços por outra pessoa. Ela se senta em um degrau próximo à entrada da rodoviária, e fica encostada. Depois, a jovem volta para dentro da BMW, onde teria sofrido uma parada cardiorrespiratória junto com as outras vítimas. Além deles, Tiago de Lima Ribeiro, de 21 anos, e Nícolas Kovaleski, de 16, também vieram a óbito.

Em seguida, as câmeras da rodoviária passam para a manhã do dia 1º, às 7h29min, quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chega ao local. Neste instante, dezenas de pessoas e veículos rodearam a BMW azul, e alguns até ajudaram os profissionais a retirarem as vítimas de dentro do automóvel para colocá-las na calçada.

Continua depois da Publicidade

Depois de 40 minutos de procedimentos de reanimação sem resposta, a equipe médica decretou a morte do grupo. A Polícia Militar informou a identificação dos três maiores de idade. O nome do adolescente, por sua vez, foi divulgado nas redes sociais, por familiares e amigos. Assista:

De acordo com o g1, os jovens foram encontrados desmaiados pela namorada de uma das vítimas, que chegou a ficar dentro do carro por alguns minutos. Eles teriam ido até a rodoviária de Balneário para buscá-la. A moça, cuja identidade não foi divulgada, sobreviveu e foi encaminhada ao exame de corpo de delito. Ela disse à polícia que o grupo estava estacionado, pois queria descansar enquanto tinha trânsito na estrada.

Continua depois da Publicidade

Perícia identifica alteração no veículo

Bruno Effori, delegado que investiga a morte dos jovens, afirmou que o veículo foi modificado para aumentar o barulho do ronco do motor. As vítimas foram encontradas desacordadas e a principal suspeita é de intoxicação por monóxido de carbono. Segundo o portal, o carro, uma BMW/320I M Sport ano 2022, está avaliado em R$ 250 mil pela tabela Fipe.

Câmeras de segurança mostram momento em que Samu socorre os jovens (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

“O cano de escape sai do motor e corre por debaixo do veículo e sai na parte traseira. Essa conexão do cano está rompida, na verdade não é uma perfuração, mas um deslocamento. Então, ao invés de sair o monóxido de carbono lá atrás do veículo, grande parte ficava dentro do capô, solto. E o ar-condicionado jogava para dentro do veículo”, apontou Effori.

Apesar de confirmar que o automóvel apresentava falhas no sistema de escapamento, a polícia ainda investiga se há relação entre a modificação e o vazamento de gás. De acordo com o jornal O Globo, o laudo da perícia pode demorar cerca de 15 dias para ser concluído.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *