in ,

Rainha Elizabeth II tem celular secreto especial e atende apenas duas pessoas no mundo todo; confira quem são!

Não diga “alô”, diga “como vai, Majestade?” Kkkk De acordo com reportagem do Mirror desta sexta-feira (26), a rainha Elizabeth II está conectada nas tecnologias atuais, e possui um aparelho celular pessoal, sim. Mas tem um detalhe beeem peculiar: somente duas pessoas no mundo todo podem entrar em contato com ela!

E aí você pode imaginar, com certeza deve ser o primeiro-ministro do Reino Unido ou então seu filho Charles, sucessor natural do trono. Mas não… Segundo a publicação, a princesa Anne é uma das privilegiadas a conversar com Elizabeth em qualquer lugar do mundo, o que é até compreensível, né? Mas o segundo contato é de John Warren, renomado ex-cavaleiro e atual gerente das corridas em que os cavalos da realeza britânica participam.

“Aparentemente, a rainha tem duas pessoas com quem ela fala em seus telefones e ela também aparentemente tem um telefone celular que dizem ser Samsung com criptografia anti-hacker do MI6 para que ninguém possa hackear em seu telefone”, revelou o comentarista real Jonathan Sacerdoti, citando a agência britânica de inteligência do governo do Reino Unido. “As duas pessoas para quem ela mais telefona são sua filha, a princesa Anne, e seu empresário de corridas, John Warren”, completou.

Princesa Anne e John Warren são os “queridinhos” na agenda de contatos da rainha Elizabeth II. Fotos: Getty
Continua depois da Publicidade

Sacerdoti ainda garantiu que Warren costuma ter certa prioridade na hora que a monarca decide atender as ligações. “Ele é genro de um amigo da rainha, o falecido conde de Carnarvon e sua casa era o castelo Highclere, em Berkshire, que os telespectadores podem conhecer melhor como Downton Abbey”, explicou.

John é um dos maiores especialistas em cavalos do mundo e supervisiona todas as corridas e interesses de criação da rainha. Elizabeth esteve envolvida com cavalos por mais de 70 anos. Sua primeira participação em uma corrida foi aos 19 anos, em 1945, no Royal Ascot.  O comentarista acrescentou também que o privilégio conquistado por Anne se deve ao vínculo que mãe e filha sempre tiveram por conta de suas afinidades similares, inclusive a paixão por cavalos. Tal mãe, tal filha!



Veja mais em HugoGloss

Ex-namorada de suposto affair de Juliette rebate post de Anitta sobre término: “Que se resolvam com Deus!”

TIG lança coleção de verão que destaca peças de tricô e crochê