Uma mulher vestida com as cores da bandeira ucraniana foi retirada do tapete vermelho do Festival de Cinema de Cannes às pressas, depois de derramar sangue falso sobre si mesma em um aparente protesto anti-guerra. O momento ocorreu durante a estreia do filme “Acide”, do cineasta francês Just Philippot, neste domingo (21).

As imagens viralizaram na web e mostram a jovem, ainda não identificada, subindo alguns degraus da escadaria principal do evento. Em seguida, ela para, olha para as câmeras, retira dois sacos de líquido vermelho do decote e os estoura sobre sua cabeça. Antes que ela pudesse fazer mais alguma coisa, os seguranças correram e a puxaram escada abaixo. Assista:

A manifestação ocorreu depois que o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, comparou a destruição violenta de partes de seu país pelos invasores russos com a devastação vista em Hiroshima, no Japão, durante a Segunda Guerra Mundial.

Um protesto semelhante foi feito por uma ucraniana no festival do ano passado. Na ocasião, uma mulher criticou a ação das forças de Vladimir Putin através de um ato no tapete vermelho do filme “Era uma vez um Gênio”, de George Miller.

A jovem compareceu ao evento com um vestido de gala, mas se despiu, exibindo uma pintura corporal com os dizeres “Pare de nos Estuprar”. Ela também estava estampada com uma bandeira ucraniana e tinha a palavra “escória” escrita nas costas.

Continua depois da Publicidade

Durante a cerimônia de abertura do festival, a renomada atriz francesa Catherine Deneuve subiu ao palco e prestou uma homenagem às vítimas da guerra. Ela recitou o poema “Esperança” escrito por Lesya Ukrainka, uma célebre poetisa ucraniana, e comoveu os participantes da cerimônia.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *