Quem está por dentro dos conteúdos de moda no TikTok provavelmente já ouviu o “oiii” de Lelê Burnier em algum vídeo na For You Page da rede social. Com uma estética divertida, colorida e sofisticada, a fashionista construiu uma comunidade de fãs apaixonados pelas escolhas ousadas que tem na hora de montar looks. Pioneira no quadro Arrume-se Comigo no mercado brasileiro, a influencer se reinventa constantemente na criação de conteúdos, também no Instagram. A convite da coluna, ela fala sobre estilo, fashion weeks e relação com a internet, entre outros assuntos que fazem parte da carreira.

Vem conferir!

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
A influenciadora conquistou as redes sociais com o quadro Arrume-se Comigo

 

Antes do termo fashion tiktoker existir

Aos 27 anos, Alexandra Burnier, ou Lelê, como é mais conhecida, tem mais de 1 milhão de seguidores no Instagram e cerca de 3,2 milhões no TikTok. Antes do sucesso virtual estrondoso, a carioca cursou design de produtos na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e se formou como maquiadora na Make Up School Lisboa.

Nas redes sociais, começou com conteúdos de maquiagem no Snapchat, mas logo migrou para o Instagram. Durante o período da pandemia de Covid-19, quando não tinha nem dez mil followers ainda, começou a investir mais na temática. Contudo, de tanto se maquiar, passou a se sentir saturada com a prática.

Ao longo do tempo, já firmada no TikTok, a influenciadora estudou aos poucos como a plataforma funcionava. No começo de 2021, testou diferentes tipos de vídeos — até mesmo os de dublagem. No entanto, com o uso contínuo da rede social, viu-se com um consumo de conteúdo diferente: o do nicho de moda, mas do exterior.

“Eu estava muito dentro do mundo do Get Ready With Me e pensei ‘cara, esse tipo de vídeo está muito famoso lá fora [no exterior], mas ninguém faz ele aqui no Brasil’. Então, refleti que, se eu fizesse o vídeo, e mostrasse duas opções de peças, seria uma boa estratégia. Assim, as pessoas poderiam sentir como se elas estivessem escolhendo o look e, consequentemente, iriam engajar comentando que prefeririam aquela ou a outra opção”, relembra.

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Composições em preto e branco são sempre exploradas de forma autêntica pela fashionista

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Mas o toque de cor é o que dá vida aos looks à la Lelê Burnier

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Acessórios e calçados chamativos completam os visuais

 

Arrume-se com Lelê Burnier

Depois do insight, Lelê começou a fazer os próprios vídeos, que consistiam em se arrumar em frente à câmera, mas na época ainda muito tímida. A personalidade cativante da jovem apareceu com o tempo, enquanto criava uma comunidade devota do estilo dela.

Com as criações, cresceu aos poucos nas redes sociais. “Você tem que ter consistência no conteúdo até o público começar a gostar e até chegar em um número bom de pessoas. Não é assim: você vai postar, viralizar e aí começar a fazer vários conteúdos desse tipo.”

“Tive muita paciência com a rede social. Estudei muito como era a linguagem, que é completamente diferente do Instagram. Não é um feed lindo, uma coisa perfeita, com vídeos de câmera. O TikTok é para ser uma coisa tosca, você tem que se mostrar vulnerável e real”, completa.

Do meio para o fim de 2021, a fashionista já acumulava dois milhões de seguidores no TikTok e 100 mil no Instagram. Para ela, o fato de as redes sociais terem linguagens diferentes proporciona diversão, para ter personalidades diferentes em cada uma.

Afinal, o que diferencia o estilo da Lelê Burnier das outras pessoas presentes na plataforma? Principalmente, o uso de muitas cores para compor as produções, além de peças estruturadas, clássicas e “diferentonas” que compõem o guarda-roupa da influencer. A estratégia do quadro e o uso de looks nada convencionais formaram o combo ideal para encartar os internautas.

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Composições coloridas viraram a marca de Lelê Burnier

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Peças de alfaiataria estão presentes no armário da fashion tiktoker

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Bolsas coloridas e acessórios maximalistas marcam o estilo da influencer

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
O estilo de Lelê é definido como divertido, atemporal e clássico

 

Primeira semana de moda internacional

No início de 2022, com a ascensão dos fashion tiktokers, colegas de nicho de Lelê Burnier começaram a viajar para as semanas de moda internacionais. Apesar do glamour estar sempre estampado nos Stories dessas personalidades, a carioca conta que muitos foram para o exterior com “a cara e a coragem” à procura de oportunidades por lá, sem shows garantidos para assistir.

“Eu, que sempre acompanhei Thássia Naves, Silvia Braz e esse povo todo, estava acostumada a vê-las indo a vários desfiles. Então, a semana de moda que eu a todo momento idealizei foi sempre muito glamorosa. Ir para lá e ficar na porta do desfile esperando a chance de entrar, além de muito custoso, não fazia sentido para mim na época também, eu ainda não tinha nem uma equipe preparada para isso”, conta.

Apesar de Lelê reconhecer a importância das tentativas de outros criadores de conteúdo, ela acredita que acertou em ter esperado mais tempo para prestigiar uma fashion week. “Para mim, esse não era o caminho e a trajetória que eu pensei a longo prazo. Eu queria fazer uma coisa bem feita, que eu gostasse.”

Em paralelo ao crescimento nas redes sociais, Lelê se viu também na responsabilidade de estar no Brasil para uma situação decisiva em 2022. “Eu não fui em um certo momento porque estava tendo eleições muito importantes aqui, que eu queria participar para fazer a minha parte. E estar em um fashion week seria algo também muito sem sentido, sabe? Me alienar em uma coisa de moda, em outro país, enquanto o nosso estava em um momento que precisava de todos aqui focados nisso.”

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Lelê escolheu o Milão Fashion Week, na temporada de outono/inverno 2024, para estrear nas semanas de moda internacionais

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
A influenciadora montou looks para compor a viagem, para além dos desfiles

 

Para a fashionista, oportunidades nunca faltaram. Ela sempre teve contato e trabalhos com grandes marcas. Com isso, Lelê Burnier passou a receber dois tipos de cobrança: uma mais “querida”, com expectativas para vê-la nesse contexto, mas outra com viés “descredibilizador”, como se ela não fosse de fato uma influencer de moda enquanto não participasse de uma fashion week.

“Por que alguém que não vai a esses eventos é menos do que uma pessoa que vai? Não existe isso. Você influencia as outras pessoas pelo conteúdo que você cria e o que você representa”, destaca.

De acordo com a Lelê, foi um processo trabalhar essas demandas do público para não ceder à pressão. “Eu fico muito feliz por ter esperado o meu momento, do jeito que eu queria ir. Eu estou em um momento bacana com as marcas, também estou bem comigo mesma. Então, se aparecesse uma roupa x para usar, eu estaria bem com a minha pele, com o meu cabelo, com o meu corpo e, principalmente, com a minha cabeça”, conta.

Ela começou a estudar, no ano passado, o tipo de evento que gostaria de ir. O escolhido para a estreia foi o Milão Fashion Week. Para os conteúdos na ocasião, a tiktoker quis expor uma perspectiva da semana de moda que nunca tinha visto por meio de outras influenciadoras. “É uma coisa muito privilegiada estar lá, e muito especial também. Então, eu quis mostrar que eu estava muito feliz e emocionada. Outras pessoas que já vão para esses eventos estão acostumadas com isso. Para mim, não era natural”.

Na temporada de outono/inverno 2024/25, a influencer assistiu a dois desfiles, de marcas relevantes: o da Prada e o da Fendi — no qual, inclusive, somente três brasileiras estavam presentes: a cantora Iza, a influenciadora Thássia Naves e a própria Lelê Burnier. “Para mim, foi surreal olhar e pensar ‘eu consegui estar no meio disso aqui’. A qualquer momento eu achava que alguém iria me tirar dali, pois parecia um sonho”, brinca.

“Foi legal ter sentado sozinha no desfile da Fendi. Teve um momento que eu só queria olhar em volta, sentir qual era o cheiro da sala, ver como era o teto, o que eles fizeram com a decoração e qual era a textura das roupas das pessoas que estavam do meu lado. Tudo isso para eu decorar na minha cabeça e ser algo para mim também, porque eu sonhei muito com esse momento”, acrescenta Lelê.

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Lelê esteve presente no recente desfile da Prada

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Também conferiu de perto a nova coleção da Fendi

 

Estilo, tendências, internet e saúde mental

Desde criança, Lelê Burnier costumava reparar nos detalhes estilosos da avó materna. O cabelo repleto de laquê, os batons vermelhos e as roupas fashionistas serviram de inspiração para que a influencer tivesse o senso estético que tem nos dias atuais.

“Eu sempre a achei muito chique e uma pessoa extremamente vaidosa”, conta. Com a influência familiar, a carioca manteve preferência por looks mais elegantes — em contrapartida aos gostos das amigas, que se identificavam com a estética boho-chic.

Após fazer uma consultoria de imagem, a fashionista descobriu que é necessário escolher três palavras para definir que tipo de imagem quer passar com as roupas usadas. Atualmente, as dela são: sofisticação, diversão e atemporalidade — algo facilmente detectável ao conferir qualquer visual da criadora de conteúdo.

“Ser uma pessoa estilosa não é se render a cada tendência que vai e vem”, afirma Lelê.

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Lelê costuma ousar das cores e da delicadeza para montar looks

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
O visual pode ser formada por peças básicas, mas sempre com detalhes especiais

 

Como uma personalidade pública, Lelê Burnier destaca que também sente uma pressão para “entregar moda” toda hora. No último Carnaval, foi cobrada pelos seguidores para produzir visuais icônicos na folia. “Tem coisas que vão ser muito mais interessantes que o meu look de Carnaval. Como que eu vou fazer algo equivalente às produções da Sabrina Sato? E por que as pessoas precisam de uma entrega minha nessa festividade?”, questiona.

“Cada vez que você entrega, as pessoas ficam na expectativa ainda maior. Aí você precisa ceder com as expectativas das pessoas, mas e as minhas? E se eu quiser fazer um visual fluido e confortável que eu achei lindo? Acho que a gente precisa ter também esta prioridade, de que a minha expectativa precisa ser maior e ser cumprida antes da espera do outro”, reflete.

E há quem acredita que ser famosa traz apenas vivências boas, e esquece que também existe o lado difícil de ter uma grande visibilidade. O surgimento de comentários maldosos é um dos desafios. Após se inserir na trajetória como influenciadora, Lelê começou a fazer terapia, que a ajudou em todos os sentidos.

“A gente está sujeito a receber críticas. E elas precisam ser separadas muito bem, pois são sobre apenas uma parte de uma pessoa e/ou personagem. Os comentários na internet sobre a Lelê Burnier são baseados na parte 1 de 52 personalidades que eu poderia estar fazendo, que às vezes são irônicas, por exemplo. E essa parte micro criticada não pode afetar a Alexandra por completo”, ressalta.

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Looks monocromáticos fazem parte do repertório fashion da Lelê

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Sobre roupas, no geral, Lelê brinca que, de tanto gostar, em outra vida ela foi um blazer

 

De um tempo para cá, é possível perceber que os conteúdos de Lelê Burnier nas redes sociais têm sido mais variados. Vídeos com assuntos do cotidiano, por exemplo, estão mais presentes agora. Mesmo com um corpo considerado padrão diante da sociedade, a influencer contou no TikTok que possuía algumas inseguranças na hora de se vestir — um sentimento que é partilhado entre diversas mulheres no mundo inteiro.

Por ter uma altura baixa e um corpo com curvas, a fashionista tinha muita dificuldade em usar alguns tipos de peças por receio de ser julgada. “Foi um processo para me sentir bem e confortável, porque quando a gente pensa em uma mulher chique, pelo menos do jeito que me ensinaram, lembramos de uma mulher longilínea, alta e sem curvas. As roupas são pensadas para essas mulheres. Tem todo um padrão estipulado”, analisa.

“Hoje, eu entendo que usar essas roupas não me faz uma mulher vulgar. Eu continuo sendo uma mulher interessante, sofisticada, divertida e atemporal. Eu acho que me trouxe um certo tipo de liberdade, sabe? Eu vou usar o que eu quero, e só porque eu sou baixa, tenho curvas, peito e bumbum, isso não me faz vulgar. E eu vou deixar uma roupa sofisticada independentemente disso, porque eu sou uma mulher sofisticada”, orgulha-se.

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Ela transita bem em qualquer estética

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Desde algo mais sexy

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Até mais clássico

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
O visual de Natal usado por Lelê foi alvo de críticas na web

O Poder do Styling, Revamp My look e Closet Matchmaker

Entre mudanças nos conteúdos da influenciadora de moda, é perceptível ver como Lelê Burnier se reinventou. Para ela, é necessário saber encerrar ciclos na internet. “É um quadro [Get Ready With Me] que sempre vai existir, que vai sempre ter meu coração e que eu vou sempre amar. Foi o que me proporcionou oportunidades, mas ele tem ciclos, assim como tudo na vida”, ressalta.

A carioca chegou em um momento que já não sentia mais vontade de fazer o vídeo padrão de Arrume-se Comigo — o que é normal de ocorrer quando algo se torna obrigação. No entanto, a jovem pensou em formas de reviver o tema sem perder a essência.

Assim, nasceu o quadro O Poder do Styling, que tem uma dinâmica diferente. Já com a peça no corpo, Lelê mostra como fazer combinações para elevar o visual. “É preciso estar disposta a falar sobre novos assuntos. Precisamos estar sempre nos reinventando, do nosso jeito e respeitando o que conhecemos”, assegura a influencer.

Ainda na vibe de montar variadas produções, a fashionista, junto à assessora Beatriz Magalhães, teve a ideia de fazer um tipo de Tinder (aplicativo de namoro on-line) no armário. O Closet Matchmaker (Armário Casamenteiro, em tradução livre) ganhou vida, e Lelê agora escolhe dois itens para ver se eles combinam.

Para quem curte customização, ideias não faltam no Revamp My Look (Renove Meu Look). Com um “quê de miçangueira”, a criadora de conteúdo também começou a compartilhar vídeos com truques para dar outra cara a uma roupa ou um acessório.

“Estamos vivendo um contexto no mundo em que é necessário parar e pensar sobre uma moda mais consciente. E trazer esse novo olhar para as peças pode dar a elas uma nova possibilidade na produção”, destaca. “As pessoas amam esse quadro. Eu recebo vídeo e fotos de muita gente se inspirando e fazendo. É muito legal. Eu estou amando fazer.”

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Lelê Burnier criou novos quadros nas redes sociais para não ficar “presa” no Get Ready With Me

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
A influencer dá dicas de styling e customizações

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Acessórios e peças de roupas ganham novos significados e aparências

 

Na imagem com cor, foto da influenciadora de moda Lelê Burnier - Metrópoles
Aos 27 anos, Lelê é uma das influencers de moda mais conhecidas e admiradas da atualidade

 

Aos que querem começar ou já estão inseridos no meio da moda na web, a fashion tiktoker deixa um recado: “O maior conselho que eu dou desde que eu tenho 10 mil seguidores e eu dou até hoje é ‘tenha consistência’. No começo, você dá muito mais do que recebe na internet, então ter persistência e consistência é importante. Não tem segredo para viralizar, mas, quanto mais você for você, mais chances tem disso acontecer. Não existe outra pessoa igual a você e esse é o maior diferencial que alguém poderia ter”.

Com uma personalidade divertida, além de estilosa, Lelê Burnier se consolida como uma fashionista brasileira deslumbrante e única. O luxo e a realidade financeira distante de muitos brasileiros fazem parte da vida e da imagem da influenciadora, mas o pé no chão e as evoluções pessoais também ganham espaço ao conhecer um pouco de Alexandra Burnier.


Veja mais em Metropoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *