Kanye West estaria aumentando sua lista de conflitos logo no início do ano. De acordo com o Page Six, alguns funcionários do Four Seasons, hotel cinco estrelas localizado no resort Surf Club, em Miami, estariam “fartos” do comportamento do rapper. As festas tarde de noite, bem como o número excessivo de visitas seriam os principais motivos.

O veículo afirmou que recentemente Kanye se apresentou durante o festival Art Basel. O problema, entretanto, se dava a uma fila de aproximadamente quinze SUVs indo e vindo do hotel de luxo até por volta das cinco da manhã. Como o estabelecimento fica fora do bairro festivo de South Beach, alguns funcionários – principalmente o pessoal de segurança -, relataram o “esgotamento” com o cantor.

Fontes disseram, ainda, que West montou seu próprio estúdio de gravação dentro do Four Seasons para produzir novas faixas, o que deixou a equipe “incomodada”. O movimento aconteceu pouco antes do lançamento do álbum “Vultures”, co-criado por Ye e Ty Dolla Sign, previsto para o dia 12 de janeiro.

O Page Six acrescentou que Kanye já teria deixado o hotel luxuoso em Miami, bem como a própria cidade. Porém, devido ao histórico polêmico durante sua passagem, ele pode não receber as boas-vindas mais calorosas na próxima vez que fizer o check-in. Vixe!

Assista a uma das saídas de Kanye do hotel:

Continua depois da Publicidade

Conflitos

Em dezembro do ano passado, Kanye West se retratou sobre os discursos antissemitas feitos nos últimos meses. O ex de Kim Kardashian chegou a se comparar a Jesus Cristo e Adolf Hitler e recebeu uma série de críticas, além de perder contratos milionários – incluindo com a Adidas. Nas redes sociais, Ye publicou um texto em hebraico, no qual “lamenta profundamente qualquer dor que possa ter causado”.

“Peço sinceras desculpas à comunidade judaica por qualquer explosão não intencional causada por minhas palavras ou ações. Não era minha intenção magoar ou rebaixar, e lamento profundamente qualquer dor que possa ter causado”, diz a nota. “Estou empenhado em começar por mim mesmo e aprender com esta experiência para garantir maior sensibilidade e compreensão no futuro. Seu perdão é importante para mim e estou empenhado em fazer as pazes e promover a unidade”, concluiu West.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *