in ,

Homem é preso após ser filmado agredindo a esposa grávida no RJ; mulher chegou a tentar pular de prédio para fugir

Uma mulher grávida de três meses em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, viveu momento de desespero ao ser agredida pelo marido. O soldador e motorista de aplicativo Vitor Batista, de 32 anos, foi preso nesta quarta-feira (14) pelo crime, que foi registrado e denunciado por vizinhos. Nos vídeos, é possível ver que a vítima até tenta pular a janela para fugir dos golpes.

Em depoimento para a Delegacia de Atendimento à Mulher, o agressor alegou que se tratava de “apenas uma briga de casal“. Maria José contou que apanhava com frequência, durante a relação que durou quase dois anos. Em maio, para escapar das agressões, a mulher de 35 anos chegou a se jogar do segundo andar, cena que por pouco não se repetiu.

Ele tinha ciúme e era muito possessivo, não me deixava ir para rua, só para o trabalho. Inclusive perdi meu emprego. No que ele me agredia, eu ficava marcada e não podia trabalhar. Eu inventava desculpas, porque eu ficava dentro de casa“, relembrou a vítima ao RJTV, da Globo. Em um dos registros, ouve-se uma vizinha pedindo que o rapaz solte a esposa. É possível ver também o agressor deferindo socos e tapas. Assista:

A polícia explicou que a atitude dos vizinhos foi fundamental para a detenção do criminoso. Na segunda-feira, dia 13, Maria José atirou pela janela um papel com um pedido de socorro. Ao flagrar o bilhete, Vitor a ameaçou dizendo que iria matá-la. “As agressões começaram gratuitamente no sábado. Ela já vinha sendo agredida há nove meses, mas com pausas, como geralmente acontece na violência doméstica. O agressor geralmente se arrepende depois que agride muito, pede desculpas. Agora, tem uma semana que ela vem apanhando de forma reiterada“, relatou a delegada Fernanda Fernandes, da Deam, ao jornal O Dia.

Durante as investigações, os oficiais descobriram que a mulher estava sendo mantida em cárcere privado desde sábado, dia 11. O filho de quatro anos de Maria José também foi vítima. “Ela disse que já vinha sofrendo agressões durante a semana, mas que ontem ele teria agredido o filho dela e começou uma discussão. Hoje essa discussão continuou e o autor agrediu ela novamente. Ela tentou se jogar novamente da janela para fugir dessas agressões. Talvez se os vizinhos não tivessem denunciado, filmado, a vítima não teria sobrevivido“, pontuou a delegada.

Homem foi gravado agredindo a esposa grávida. (Foto: Reprodução)

Em entrevista à TV Globo, a vítima disse que tinha esperanças em uma mudança do parceiro. “A gente sempre acredita que a pessoa possa vir a mudar, só que com o tempo continua a agressão, e a ficha vai caindo. E só piora. Eu não tinha coragem. Eu tinha vergonha“, lamentou ela. Vitor foi acusado de tentativa de feminicídio, perseguição (stalking) e cárcere privado.

Maria José foi encaminhada ao Centro Integrado/Especializado de Atendimento à Mulher (CIAM) para receber tratamento psicológico e Assistência Social para realizar encaminhamentos e poder consultar benefícios sociais. O filho da mulher também foi levado ao Centro de Atenção Psicossocial (Capsi).

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.12&appId=356266971538082&autoLogAppEvents=1″;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Veja mais em HugoGloss

O que você acha?

A Fazenda 13: Nego do Borel acaricia rosto de Dayane Mello na cama e leva um ‘chega pra lá’ da modelo; assista

Amor, Sublime Amor: Tony e Maria vivem primeiro e mágico encontro no novo trailer do longa de Spilberg; assista