Elenco recheado de estrelas, cenários incríveis e muita ação? É isso o que “Agente Stone” promete! Em junho, Bruno Rocha — o Hugo Gloss — conversou com o elenco do novo longa da Netflix, durante o TUDUM, e descobriu tudo sobre a produção, que estreia nesta sexta-feira (11) na plataforma de streaming.

Com Gal Gadot, Jamie Dornan e Alia Bhatt, “Agente Stone” segue a receita infalível de franquias de espionagem como “James Bond” e “Missão: Impossível”, mas com seu próprio tempero secreto: a abordagem da ação pelos olhos de uma personagem feminina. Na trama, Gadot dá vida à Rachel Stone — agente de uma organização secreta que trabalha na manutenção da paz mundial.

Para isso, a personagem se infiltra em agências de espionagem de renome ao redor do mundo, como o MI6, do Reino Unido, para garantir que operações de risco sejam concluídas sem grandes problemas. Entretanto, um grupo acaba roubando uma arma poderosa — considerada como o recurso mais valioso e mais perigoso dessa instituição — e é somente Stone que pode impedir a perda que resultaria em consequências catastróficas. Assista o trailer abaixo:

Apesar da premissa tensa e da ação que claramente permeia toda a trama, o elenco revelou que os bastidores foram leves e divertidos, já que todos estavam “na mesma página”. “É divertido se as pessoas ao seu redor estiverem na mesma sintonia. Sabe? Quando todos colocam a mesma quantidade de dedicação e estão comprometidos com o todo, e, é claro, dispostos a se divertir. Acho que você se encontra trabalhando na indústria do cinema se tiver um pouco de senso de diversão. Senão, estaríamos todos em escritórios e seria bem entediante. Mas me refiro a todo mundo na indústria, desde o operador de áudio até a equipe de refeições, todos. Todos querem fazer filmes e TV porque é como… Um mundo fantástico”, explicou Jamie Dornan.

“E se você dá essa energia e todos ao redor dão essa energia, você vai se divertir. Independentemente de quão sério seja o assunto ou de quão difíceis sejam as cenas de ação. Se você está cercado por pessoas com a mesma mentalidade, será divertido. E com certeza nos divertimos”, acrescentou o astro.

Jamie Dornan em “Agente Stone”. (Foto: Divulgação/Netflix)

A produção marcou a estreia de Alia Bhatt em Hollywood. A atriz de origem indiana e cidadania britânica ganhou fama nas produções de Bollywood, mas estreou com chave de ouro na indústria norte-americana ao lado de Gadot e Dornan. Para ela, o responsável pela boa energia no bastidores foi o diretor, Tom Harper, conhecido por produções como “Peaky Blinders” e “Os Aeronautas”.

Continua depois da Publicidade

“Foi incrível. Quero dizer, eu me diverti muito. Foi genuinamente muito divertido. E, sabe, eu realmente sinto que a energia do set é… Impulsionada pela energia do diretor. E o nosso diretor, Tom Harper, é um grande brincalhão. Ele está sempre fazendo piadas, sempre tornando leve cada momento. E isso, de certa forma, criou a atmosfera”, pontuou.

Bhatt apontou, ainda, que o cineasta facilitou sua transição de Bollywood para Hollywood, bem como para as tramas de ação. “Para mim, fazer ação, sendo o meu primeiro filme de Hollywood, etc, é tudo muito novo. Mas quando você tem, como o Jamie falou, pessoas com mentalidades e energias semelhantes ao seu redor, tudo flui naturalmente”, reforçou ela.

Alia Bhatt em “Agente Stone”. (Foto: Divulgação/Netflix)
Continua depois da Publicidade

Amor e ódio

No centro de “Agente Stone”, Gadot vive Rachel, uma agente sem conexões com qualquer país, disposta apenas a garantir que a paz continue reinando ao redor do mundo. Assim como a Mulher-Maravilha, também interpretada pela atriz, a personagem está sempre em busca de uma nova aventura.

“Ela é uma mulher apaixonada, que segue o coração dela. Ela tem uma forte convicção em tudo o que faz. Ela tem um alto senso de moral. Ela é imprevisível, de certa forma. Ela gosta da adrenalina, da emoção que ela sente. Essa é a nossa Rachel”, contou Gadot.

Para trazer um balanço a essa dinâmica, o longa traz Parker (Dornan), e os dois acabam entrando numa relação não tão convencional, que caminha na linha entre o ódio e o amor.

Questionado sobre o assunto, Jamie preferiu fazer mistério e deixar a decisão nas mãos do público. “Quero dizer, quem sabe é o público. Eles decidem como querem ver isso. Sabe, há… Há definitivamente muitas coisas em jogo”, afirmou ele. “Há tensão. Sutilezas… Muita coisa no ar”, brincou Gal. “Tensão sexual”, apontou Hugo Gloss. “O público verá da maneira como quiser ver”, desconversou Dornan.

“Do que você está falando? Não é ’50 Tons de Cinza’”, disparou Gadot, arrancando risadas dos colegas. “Há muita tensão, muita química. Mas acho que ambos são alfas e ambos têm suas próprias convicções e eles são muito parecidos e muito diferentes em muitos aspectos”, acrescentou a estrela.

Continua depois da Publicidade

Produção global

Para trazer a sensação de que os riscos de “Agente Stone” afetariam, de fato, o mundo todo, e fazer a história ainda mais real, a Netflix apostou em gravações em uma série de países diferentes. No longa, podemos ver Senegal, Islândia, Portugal, Reino Unido, Itália e até algumas cenas em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Devido às inúmeras partes do projeto, a gravação levou mais de cinco meses e meio, contou o elenco, que mal teve tempo para conhecer os lugares que visitaram. “A maior parte do tempo, nós trabalhamos. Mas conseguimos passar um tempo e conhecer um pouco do lugar. Essa é a ideia de filmar em locais reais. Você está lá de verdade. E nós tivemos muita sorte. Queríamos dar ao público a experiência de um filme com escopo e grandiosidade. Então, os locais quase funcionam como outro personagem no filme. E tivemos muita sorte porque a Netflix nos permitiu ousar”, finalizou Gadot.

Confira o bate-papo na íntegra:

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *