in ,

Exclusivo: Courteney Cox e David Arquette revelam o motivo sensível de choro no set de ‘Pânico’, e Neve Campbell promete desfecho surpreendente; assista

Ghostface está de volta! “Pânico“, quinto filme da franquia que revitalizou o gênero em 1996, estreia hoje (13) nos cinemas brasileiros e promete agradar não apenas os fãs da saga e do longa original, como também os amantes do terror. A sequência cinematográfica (que está incrível, diga-se de passagem!) honra o seu legado e ainda faz uma sátira ácida sobre os extremos da internet. Para celebrar os 25 anos de história e a nova produção, o hugogloss.com bateu um papo com as figuras mais icônicas da saga: Neve Campbell, a eterna Sidney Prescott, Courteney Cox, a repórter desbocada Gale Weathers e ainda David Arquette, que deu vida ao policial praticamente imortal, Dewey. OMG!

Na entrevista, o trio revelou a emoção do primeiro dia de retorno ao set, que teve direito até a choro. Segundo Arquette, o momento foi impactante não só pelo reencontro com as amigas e colegas de elenco, mas também pela falta de uma peça muito importante do quebra-cabeça: o diretor Wes Craven, que faleceu em 2015, vítima de um câncer no cérebro. “Foi principalmente porque o Wes Craven (criador da franquia ‘Pânico’) não estava lá, sabe? E depois, por poder trabalhar com elas (Courteney e Neve) novamente”, confessou o ator.

Entre Courteney Cox e Neve Campbell, o diretor Wes Craven, responsável por franquias exitosas como “Pânico” e “A Hora do Pesadelo” (Foto: Getty)
Continua depois da Publicidade

David mencionou, também, uma cena em particular, que promete abalar os corações dos fãs. Mas dá para se emocionar com filmes de terror? Se você estiver assistindo a “Pânico”, com certeza! “Ver Dewey e Gale juntos novamente… Foi uma cena que pediu por isso (a emoção)“, contou Arquette.

O momento foi especial, pois o astro não só dividiu as telonas com Courteney, mas também um passado – a dupla foi casada de 1999 a 2010 e compartilha uma filha de 17 anos, Coco Arquette. Ele, no entanto, não foi o único que derramou algumas lágrimas nas gravações. “Eu fiquei bastante emocionada! E você realmente podia sentir o Wes”, comentou Courteney Cox. “Nós passamos por tanta coisa ao longo dos anos, com esse filme, que é claro que vai ser emotivo. É nostálgico! Mas eu choro com tudo! Então não é tão estranho para mim”, disse ela, aos risos.

David Arquette e Courteney Cox como Dewey e Gale em “Pânico”. (Foto: Divulgação/Paramount Pictures)
Continua depois da Publicidade

Falando em nostalgia, esse sentimento tomou conta do último ano para a intérprete de Gale Weathers. Além de reprisar seu papel icônico no clássico de terror, Cox também se reuniu com o elenco de ‘Friends’. O hugogloss.com então quis saber da estrela: o que foi mais assustador – voltar à Woodsboro ou ao Central Perk?! Ela admitiu que chorou em ambas as ocasiões, mas ponderou sobre como as experiências foram muito diferentes. “Voltar para Friends, te relembra que nós nunca iremos fazer outro ‘Friends’. Voltar para Woodsboro, nós realmente pudemos voltar para Woodsboro… Mas eu vou lhe dizer que eu entrei no set de ‘Friends’ e se passaram tantos anos desde que eu estive naquele estúdio… Bem, obviamente, o estúdio ainda está lá, mas não com os móveis dentro dele. Mas eu caí no choro lá também”, recordou. A gente te entende, Court!

Courteney e os colegas da clássica sitcom em “Friends: The Reunion”, especial do HBO Max. (Foto: Reprodução/HBO Max)

Surpresas inesperadas

Famosa por sua capacidade de se reinventar, sem abrir mão das homenagens e referências à obra original, a saga brinca com as regras do gênero slasher e subverte algumas delas para chocar a audiência, elevando a experiência para o público e para os atores que dão vida à trama. Na sequência, dirigida pela dupla Matt Bettinelli-Olpin e Tyler Gillett, essa característica se tornou ainda mais presente, o que significa que o elenco – mesmo reprisando esses papeis há tantos anos – também se surpreendeu ao descobrir a identidade do assassino por trás da máscara.

“Esses filmes são muito bem escritos. E este daqui foi muito bem escrito também. Essa é a coisa mais chocante, é a revelação no final. Então, se você não está surpreso, nós fizemos algo errado, sabe? Você não quer que o público saiba o que vai acontecer. Isso é uma das coisas divertidas sobre esses filmes”, prometeu Neve Campbell.

Pânico (2022) estreia nos cinemas nesta quinta-feira (13). (Foto: Paramount Pictures)
Continua depois da Publicidade

Protagonista da franquia, a intérprete de Sidney Prescott é o fio condutor da história, mas apresenta uma nova e muito mais ‘feroz’ versão da personagem no desfecho da trama eletrizante e assustadora. Segundo a atriz, esse é um dos motivos pelos quais ela continuou reprisando o papel ao longo dos anos. “Eu amo a Sidney Prescott! Ela é fod*na! E ela é um ícone porque ela não é uma vítima típica desses filmes, e foi uma honra ter isso escrito e poder interpretar este papel”, declarou Campbell.

Sidney Prescott (Neve Campbell) e Gale Weathers se reencontram em Woodsboro. (Foto: Divulgação/Paramount Pictures)

Ao lado de Gale, Prescott protagoniza momentos de pura ação no filme, que acabam influenciando diretamente nas descobertas do elenco jovem, formado, em sua grande maioria, por mulheres. Para Neve, a maneira como essas personagens são retratadas na história – em vez de vítimas, elas estão no controle do próprio destino – é um dos grandes diferenciais da franquia. “Eu acho que nós somos muito sortudas que as mulheres neste filme são muito, muito fortes. Logo, se isto inspira algumas pessoas ou faz mulheres se sentirem mais fortes, então, isso é algo incrível”, refletiu.

Estão todos preparados para retornar à Woodsboro?! Nós sim! Vem conferir a entrevista na íntegra:



Veja mais em HugoGloss

BBB22: Tadeu Schmidt revela jeito inusitado que foi convidado para apresentar o reality, e lembra reação incrível das filhas

“Encontro”: Entrevistado manda “fora Bolsonaro” de supetão, ao vivo e Manoel Soares não consegue se segurar; assista