in

Em constante crescimento, DBeat relembra noites marcantes de sua carreira

Em constante crescimento, DBeat relembra noites marcantes de sua carreira

Em constante crescimento, DBeat relembra noites marcantes de sua carreira

DJ é uma das maiores referências brasileiras no warm up.

via Assessoria de Imprensa

A importância do trabalho de curadoria de qualquer evento vai muito além de trazer apenas grandes headliners ou escalar atrações aguardadas pelo público, afinal, para uma noite ser musicalmente perfeita, é necessário que todos os artistas se conectem entre si e proporcionem uma narrativa musical que faça sentido do início ao fim da festa. É por isso que o papel do DJ responsável por abrir os trabalhos é tão importante quanto de qualquer outro, e se estamos falando de warm up, não há como fugir de um nome: DBeat.

Nascido na serra gaúcha, tem sua paixão pela house music e pela arte do warm up há mais de 10 anos, trajetória que lhe rendeu uma extensa bagagem musical, fundamental para artistas que precisam ser versáteis e criativos como ele. Mas antes de alcançar sua posição atual como uma das maiores referências brasileiras no momento inicial da noite (ou do dia), DBeat encarou inúmeros compromissos importantes, assumindo a responsabilidade de entregar a pista para grandes nomes nacionais e internacionais.
DBeat [DJ Mag]
Aninha, L_cio, Gui Boratto, Amine Edge & Dance, Karmon, YokoO, Julio Victoria e Trikk são apenas alguns citados para a lista não se alongar. “Lembro que na Amazon, logo antes do Amine Edge & Dance entrar, eles fizeram um stories me marcando no Instagram dizendo que precisavam de mais warm ups como os meus, fiquei super feliz. L_cio falou que fiz o melhor warm up de 2018 para um set dele e a Aninha me incluiu entre seus 5 DJs favoritos também para o warm up, uma grande honra para mim”, disse ele.

Além dessas apresentações que lhe garantiram novos holofotes, DBeat relembrou o dia que abriu a pista para Gui Boratto, um dos ícones da música eletrônica nacional. “Foi uma tarefa desafiadora, mas extremamente prazerosa. Construir um set para um artista tão singular exigiu muita pesquisa e dedicação, mas consegui entregar um resultado que me agradou muito”, contou.

Vale lembrar que daqui há alguns dias, esse reencontro entre DBeat e Gui Boratto deve acontecer novamente, não exatamente no mesmo formato, mas com ambos integrando o mesmo lineup. Dia 21 de março, a Levels retorna às suas atividades com mais uma We Are Back, que está prometendo ser uma das maiores edições até aqui. Além de DBeat, estão escalados NRIQ, Shadow Movement e dois estreantes que combinam até no nome: Gui Scott e Gui Boratto, o último trazendo a magia de seu live act para a pista da Levels, que contará com uma nova estrutura para receber o público no evento.
DBeat Levels [texto]
Com o respaldo destas grandes gigs já realizadas, DBeat tem visto sua carreira expandir de caráter regional para nacional, gradativamente levando sua musicalidade para além das fronteiras do estado gaúcho, onde acontecem a maioria de suas apresentações. Com tamanho talento e maestria para comandar diferentes tipos de pista, não há dúvidas que muitas ótimas surpresas ainda surgirão em seu caminho.


Veja mais em DJMag

Coronavírus: Lollapalooza Argentina anuncia que evento será adiado

Afterlife São Paulo adiado para 12 de dezembro de 2020