Nesta terça-feira (8), o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro estabeleceu o ex-diretor de humor da TV Globo, Marcius Melhem, como réu em um processo de assédio sexual contra três vítimas. Hoje (9), Dani Calabresa se manifestou sobre a decisão.

“A decisão do Ministério Público de denunciar meu ex chefe (Melhem) por assédio sexual é um reconhecimento da seriedade das acusações apresentadas pelas vítimas. Um segundo reconhecimento, porque a TV Globo já havia demitido-o por conduta inadequada após eu levar o caso ao compliance da emissora no início de 2020″, ressaltou Calabresa.

Na sequência, Dani lamentou o arquivamento de 8 processos, incluindo o movido por ela contra o humorista. “É uma pena que alguns casos tenham sido arquivados porque os crimes já prescreveram. No meu caso, eram duas acusações: uma, de assédio sexual e outra de importunação sexual, que é um crime ainda mais grave. Só que a importunação aconteceu em 2017, e isso só passou a ser oficialmente um crime em 2018. E o assédio infelizmente também já prescreveu”, declarou.

Dani Calabresa se manifesta após decisão do MP-RJ sobre Marcius Melhem. (Foto: Reprodução/Instagram)
Continua depois da Publicidade

A comediante apontou que Melhem teria “ganhado tempo”. “Foi por isso, para ganhar tempo e apostar na prescrição, que o assediador passou os últimos anos atacando a reputação de suas vítimas. O que importa, para mim e para todas as mulheres que tiveram a coragem de falar, é que o assédio foi reconhecido pelo Ministério Público. Continuo a confiar na justiça, apoiar essas mulheres tão corajosas e estarei sempre ao lado delas. Nada justifica o assédio”, concluiu. Marcius, por sua vez, nega as acusações.

Dani Calabresa se manifesta após decisão do MP-RJ sobre Marcius Melhem. (Foto: Reprodução/Instagram)

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *