Dani Calabresa afirmou que a Globo comprovou que ela foi assediada por Marcius Melhem. Entrevistada no podcast “Quem Pode, Pod”, a humorista explicou que após ela denunciar o ex-chefe, demitido da Globo em 2020, a emissora investigou o caso e o assunto foi “resolvido”. A atriz falou sobre como conseguiu coragem para fazer a denúncia contando com a ajuda de Maria Clara Gueiros.

A empresa viu que é inadmissível, investigaram, comprovaram, resolveram, graças a Deus“, declarou. Calabresa também disse que “conta muito com a Justiça” para que ele seja responsabilizado, explicando que passou por “uma coisa muito absurda, injusta, desleal“. “Todo assediador, abusador, tem a mesma estratégia de culpar as mulheres. [Ele diz:] ‘mas essa ela ria, mas essa ela estava bêbada, ela deu mole, mas essa eu peguei’, como se alguma dessas coisas descredibilizasse assédio“, apontou.

Continua depois da Publicidade

Em seguida, ela abordou estratégias dos assediadores e declarou se sentir fortalecida. “Até pra mim eu pensava também quando alguém vinha me contar, eu pensava: ‘mas essa pessoa ficou com ele?’. Depois fui entendendo que você pode ficar com uma pessoa, só que, assim, a pessoa não chega no dia seguinte e enfia a mão na sua bunda. O não é não! Você pode ser casado com a pessoa,  você pode namorar… ninguém pode passar do limite, e essa é a estratégia do assediador. Nada autoriza assédio. Nenhuma brincadeira. Estou aprendendo isso nesse momento de dor, agora fortalecida, porque não sou só eu, é um grupo de mulheres, a gente teve que vir a público“, continuou.

Dani Calabresa explicou a decisão de denunciar Marcius Melhem

Na entrevista, a humorista contou que criou coragem para denunciar Marcius porque percebeu que estava “afundando“. “Tem coisas que a gente só mexe quando não tem mais opção. Não dá pra ir trabalhar chorando. Eu não conseguia passar o crachá na portaria 3. Eu só me via feliz quando saía da empresa. Se tornou uma situação insuportável e insustentável“, disse.

Ela detalhou que pensou em se demitir da Globo, mas recebeu ajuda da atriz Maria Clara Gueiros para denunciar na empresa o que estava acontecendo. “A Maria Clara Gueiros pegou na minha mão e quis dizer: ‘você não tá louca’. Porque a gente normaliza tantos comportamentos bizarros, inadmissíveis, que às vezes a gente não entende o que é machismo e o que é assédio, é meio normalizado o homem ser tarado“, contou.

Calabresa também pontuou que a sociedade não pode mais normalizar esse tipo de comportamento e que, às vezes, a vítima não percebe o que está passando. “Espera aí, onde que a gente normaliza isso? Onde que a gente tem que sacar na hora? Porque a gente não quer estragar. Se você está feliz, gravando, acontece um problema, você quer solucionar. Às vezes você não tem condições de lidar com aquilo naquele momento“, opinou.

A atriz explicou que na época que teria sido vítima de Marcius, estava vivendo um momento difícil na vida pessoal por causa do divórcio com Marcelo Adnet. Ela confessou que estava usando o trabalho como fonte de “alegria“, até se transformar em um problema para sua saúde. “Então passar por uma situação no trabalho eu não queria nem enxergar, só que chegou uma hora que foi tão bizarro, estava tão óbvio, e afetou tanto a minha saúde, que a Maria Clara falou para mim: ‘Isso não existe, não é brincadeira, é serio, você tem que falar, tem que denunciar, eu vou com você’. Eu abriria mão da minha carreira“, acrescentou.

Dani Calabresa comentou o desconforto pelo caso virar assunto na mídia

A apresentadora disse que acertou na decisão de não se manter calada, mas que não queria que o assunto fosse parar na imprensa. “Eu não queria comprar essa briga. Não quero que esse assunto faça parte da minha vida, não queria jamais que isso fosse para a imprensa. Não queria nunca ter que responder isso, ser marcada com o nome de uma pessoa que não faz parte da minha vida, que eu nunca tive nada, que eu nunca fiquei nem sozinha com essa pessoa e tenho agora matérias com o nome, provocação, é um absurdo, é uma loucura, e é difícil“, afirmou.

Veja o episódio completo 

Defesa de Marcius Melhem rebate Dani Calabresa

Para o Splash, do UOL, a defesa de Marcius comentou as declarações de Dani, alegando que ela “mente desde o início e sua calculada vingança já está muito clara para todos. Segue mentindo agora tentando dizer que a TV Globo demitiu Marcius Melhem por assédio na semana em que vem a público um documento em que a própria Globo diz à Justiça, com todas as letras, que não comprovou assédio nenhum“. “Dani Calabresa já teve sua série de mentiras expostas há tempos. Vale sempre lembrar que o que ela hoje chama de ‘assédio’, antes era tratado como ‘vantagem’“, completou.

Defesa de Marcius Melhem disse que Dani Calabresa chama de ‘assédio’ o que era tratado como ‘vantagem’ antes das denúncias (Foto: Reprodução/TV Globo)

Relembre o caso

Em dezembro de 2019, Dani Calabresa e outras sete mulheres denunciaram Marcius Melhem como “assediador” no compliance da Globo. Marcius, que era chefe do departamento de humor da emissora, deixou o cargo em março de 2020. Após cinco meses, ele foi demitido oficialmente e a Globo afirmou que foi em comum acordo.

Em janeiro de 2021, Melhem entrou na Justiça contra Dani Calabresa e pediu uma indenização de R$ 200 mil em danos morais. O processo segue em segredo de Justiça. Em julho do mesmo ano, o Ministério Público encaminhou a denúncia criminal de atrizes contra Melhem à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), no Rio de Janeiro. O caso também está em segredo de Justiça.

Em julho de 2022, a Globo encerrou o contrato fixo com Dani depois de sete anos. Na semana passada, a revista Veja publicou um trecho do processo de ação do Ministério Público contra a Globo, que se defendeu alegando que houve “inadequação do comportamento do artista com os seus subordinados, mas que não foi possível comprovar de maneira irrefutável a prática deliberada de assédio sexual“.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *