Nesta segunda-feira (1º), um avião da Japan Airlines, com 379 passageiros e 12 tripulantes, colidiu com outro da Guarda Costeira do Japão, na pista do aeroporto internacional de Haneda, em Tóquio. As aeronaves pegaram fogo diante do impacto, que resultou na morte de cinco pessoas. Imagens feitas por quem estava a bordo circularam na internet.

As câmeras de segurança do aeroporto registraram o choque das aeronaves, bem com a explosão instantânea de uma delas. Imagens da TV pública japonesa NHK mostram o momento em que o avião da Japan Airlines trafegava na pista de pouso, onde o da Guarda Costeira já estava parado. Assista:

De acordo com a rede estatal japonesa, cinco dos seis tripulantes do avião da Guarda Costeira morreram no acidente. O órgão disse que o piloto conseguiu escapar, mas está internado em estado grave. Apesar da forte explosão, a companhia aérea declarou que todas as 379 pessoas a bordo foram retiradas a tempo. A polícia informou à imprensa local que 17 passageiros ficaram feridos. Até o momento, não há atualizações sobre o quadro de saúde de cada um deles.

Segundo a Guarda Costeira, o avião que estava na pista iria decolar em direção à base militar de Niigata, na costa oeste do Japão, para ajudar às cidades atingidas pelo terremoto. Já a aeronave da Japan Airlines era um voo comercial que chegava de Hokkaido, no norte, como apontou a companhia.

Ainda não se sabe por que as aeronaves estavam na mesma pista de voo simultaneamente. O gabinete do primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse que o premiê estava reunindo informações sobre a falha que provocou o acidente fatal. O aeroporto de Haneda, por sua vez, comunicou que todos os pousos e decolagens foram cancelados após a colisão.

Avião da Guarda Costeira japonesa explode e deixa cinco mortos (Foto: Reprodução/CNN)

Interior do avião

Passageiros que estavam a bordo do voo comercial filmaram a cabine do avião após a colisão, que ficou parcialmente em chamas enquanto tentava frear após o pouso. No primeiro momento, as pessoas mantiveram a calma diante da explosão. Porém, a parte interna foi tomada por uma fumaça escura, desesperando quem estava no local.

Mais tarde, os viajantes foram retirados aos poucos pela tripulação, que, segundo a companhia, seguiu os protocolos de evacuação em casos de emergência. Ao final da gravação, nota-se os passageiros escorregando pela rampa inflável montada pelos funcionários, enquanto a turbina está em chamas. Veja:

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *