Pelo bem ou pelo mal, “Oppenheimer” não terá cenas inéditas quando ficar disponível para sua versão caseira. De acordo com o astro do filme, Cillian Murphy, todas as imagens gravadas pelo diretor Christopher Nolan foram usadas no longa de três horas de duração.

“Não há cenas deletadas nos filmes de Chris Nolan”, afirmou Murphy ao portal Collider. “É por isso que não há extras nos DVDs de seus filmes, porque o roteiro é o filme. Ele sabe exatamente o que vai fazer – ele não está brincando em tentar mudar a história”, explicou.

Continua depois da Publicidade

Com 180 minutos, “Oppenheimer” é o filme mais longo de Nolan, que costuma criar grandes blockbusters. A própria cinebiografia sobre o criador da bomba atônica recebeu US$ 100 milhões (cerca de R$488 milhões, na cotação atual do dólar) de orçamento da Universal Pictures para ser feito.

“Eu costumo tentar eliminar as coisas no papel porque é muito caro filmar coisas que não vão estar no filme”, comentou o cineasta em uma entrevista anterior à MTV. “Também consome muito tempo e energia. Praticamente em todos os meus filmes, há poucas cenas deletadas, o que sempre decepciona o público do DVD”, confessou o veterano.

Matt Damon, Emily Blunt, Cillian Murphy e Florence Pugh na estreia britânica de “Oppenheimer” (Foto: Getty)

A decisão de Nolan impacta diretamente na impressão do filme. Gravado em película, o filme que armazena as imagens de “Oppenheimer” pesa quase 300kg e tem 18 quilômetros de extensão. O diretor, inclusive, já tinha comentado que a “melhor experiência possível” para assistir ao longa era em cinemas que possuem o formato IMAX 70mm. No entanto, esse formato existe apenas em 30 salas no mundo.

Continua depois da Publicidade

“A nitidez, a clareza e a profundidade da imagem são incomparáveis. Você terá uma sensação de 3D sem os óculos. Você tem uma tela enorme e está preenchendo a visão periférica do público. Você está imergindo a plateia no mundo do filme”, garantiu.

Vestido preto esconde a nudez de Florence Pugh no filme. (Foto: Reprodução)
Cena com Florence Pugh foi censurada em certos países. (Foto: Reprodução)

Atualmente, “Oppenheimer” ultrapassou a marca de US$ 400 milhões (quase R$2 bilhões) nas bilheterias mundiais. Após o lançamento, o filme enfrentou uma grande polêmica, devido a uma das cenas de sexo entre os personagens de Cillian Murphy e Florence Pugh. Clique aqui para relembrar.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *