O laudo da necropsia do ator Jeff Machado não conseguiu determinar a causa de sua morte, noticiada nesta segunda-feira (22). De acordo com informações do G1, a análise foi concluída nesta quinta-feira (25), e o corpo já foi liberado para o sepultamento em Santa Catarina, local de origem do artista e sua família.

O Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro declarou que o resultado do exame foi indeferido devido o tempo de decomposição do corpo. Portanto, por questões de segurança, o corpo não poderá voltar para o estado catarinense em um voo comercial, e seguirá da cidade carioca para o Sul de carro.

Continua depois da Publicidade

O translado por terra acontecerá no decorrer desta sexta-feira (26), chegando em Santa Catarina na madrugada de sábado (27), mesma data em que será realizado o velório de Jeff. Isso foi possível após Maria das Dores Machado, a mãe de Jeff Machado, comparecer ao IML ainda na quinta para cumprir os trâmites burocráticos e conseguir a liberação do corpo do filho.

Após o resultado da necropsia realizada, o advogado da família, Jairo Magalhães informou ao Splash UOL que um novo exame foi realizado ainda hoje para apuração mais detalhada, a fim de descobrir a causa da morte do ator de “Reis”.

Jeff Machado, da novela “Reis”, foi encontrado morto (Foto: Reprodução/Instagram)

Relembre o caso

Na segunda-feira (22), a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) encontrou o corpo de Jefferson Machado da Costa, que estava desaparecido desde o dia 27 de janeiro. De acordo com o g1, foi possível identificá-lo através de uma análise das digitais do ator.

As autoridades acharam os restos mortais de Jeff queimados e amarrados dentro de um baú de madeira, enterrado e concretado a dois metros de profundidade em um terreno em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Jairo Magalhães confirmou as informações. “O corpo foi encontrado na segunda-feira em uma casa em Campo Grande. Está confirmado pela perícia da Polícia Civil do Rio de Janeiro, que o corpo é dele. A família já foi avisada por mim agora”, declarou.

Continua depois da Publicidade

O profissional ainda apontou um detalhe importante e que ajudou nas investigações do caso. “Esse baú pertence ao Jeff, é parecido a um outro que ele tem na casa dele, e foi retirado de lá. É uma outra pista que levou a delegacia a desconfiar de quem estava envolvido no caso: a de que era uma pessoa que tinha acesso à casa do Jeff”, contou Magalhães.

Em recente entrevista à revista Quem, Maria das Dores Machado revelou que os autores do crime já foram identificados pela polícia, e que o próximo passo da investigação é encontrá-los para saber a motivação do crime.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *