O casal que confessou ter enterrado o corpo do influencer Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos, no quintal de sua casa, deu mais detalhes sobre o caso. De acordo com informações divulgadas pelo Metrópoles nesta segunda-feira (1º), o delegado Luís Hellmeister, da Delegacia de Polícia de Itapecerica da Serra, afirmou que Renan José, de 28 anos, e a sua esposa Caroline Mello, de 24 anos, alegaram que o youtuber morreu enquanto fazia sexo com uma mulher.

“Vamos pedir celeridade no laudo necroscópico. A versão do casal é essa. Que eles enterraram porque não sabiam o que fazer com o corpo. Ele teria tido uma overdose ao levar a irmã de Caroline para fazer sexo no banheiro. No momento em que ele estava tendo um orgasmo, teria passado mal e caído morto. É o que eles dizem”, disse o delegado.

“Se for isso, imagino que não tenham chamado o socorro em decorrência de drogas no local e do desespero. Se isso for confirmado no laudo, eles só vão responder por ocultação de cadáver, não por homicídio”, pontuou ele. O casal se apresentou espontaneamente à polícia no domingo (31), um dia após o corpo ser encontrado. Ambos tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça a pedido da Polícia Civil. Caroline está grávida.

Ainda segundo a publicação, Renan e Carlos Henrique eram amigos de infância e moravam a poucos metros de distância. Eles estavam juntos na madrugada do dia 25, após comemorarem o Natal em uma praça com amigos e familiares. O influenciador estava desaparecido desde então.

Continua depois da Publicidade

Um amigo de infância de Carlos Henrique, Robson Casemiro, revelou que ele passou a ter sintomas de depressão depois da morte de seu pai no início do ano. Após isso, ele começou a abusar de substâncias e não postou mais no seu canal do YouTube, que conta com quase 1,8 milhão de inscritos.

“Quando o pai dele morreu, ele mudou completamente. O brilho dele sumiu. Ele começou a usar droga, cocaína. Esse colega também fazia uso dessas coisas. Então pode ter sido isso. Uma hipótese é que os dois estavam usando droga, ele teve um surto psicótico e partiu para cima do Henrique. Outra é dinheiro”, afirmou ele.

A  irmã de Carlos, Cristiane Aparecida Medeiros, revelou que o último contato que ele teve com a família foi uma mensagem enviada no Natal. “Feliz Natal para todo mundo… Alguém tem 50 [reais] pra me emprestar para eu continuar curtindo… é brincadeira. Feliz Natal para todo mundo aí, e é isso. Tamo junto, amo vocês… E ano que vem é nóis junto de novo”, escreveu o influencer. Depois disso, ele não voltou para casa e os parentes passaram a procurá-lo.

Cristiane também afirmou que não acredita na versão contada pelo casal de que o seu irmão teria morrido por causa de uma overdose de droga. “Tanto o homem quanto a mulher já mentiram antes dizendo que não viram meu irmão, mas sabiam. Tanto que o enterraram no próprio quintal deles. Se meu irmão realmente passou mal como alegaram, por que não chamaram uma ambulância para socorrê-lo? Mas não fizeram isso. Acabaram enterrando ele e fugiram”, disse ela.

Carlos Henrique Medeiros era conhecido apenas como “Henrique Medeiros” nas redes sociais. Ele publicava vídeos de “pegadinhas” com outras pessoas. Só no YouTube, ele acumulava quase 1,8 milhão de inscritos. Já no Instagram, onde compartilhava fotos e vídeos pessoais, ele tinha mais de 84 mil seguidores. Carlos era o caçula de cinco irmãos. Ele morava com a irmã mais velha e um amigo dela.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques

Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *