Desde sua participação no BBB 24, Deniziane tem sido alvo de comentários sobre os seus olhos. Nesta quinta-feira (14), ao responder uma caixa de perguntas dos fãs, a mineira explicou que tem estrabismo desde que nasceu. Por esta razão, possui um desequilíbrio na função dos músculos oculares. Ela também rebateu as críticas que recebe na internet e revelou se a condição é algo que a incomoda.

“Por que seu olho é torto?”, perguntou um seguidor no Instagram. Anny, então, falou de sua ambliopia. “Porque eu tenho um negócio que chama olho preguiçoso. É como se esse aqui (o olho esquerdo) não tivesse função. Esse (o olho direito) sobrepõe a função do outro. E eu sou estrábica, né, gente, desde nova. Não regenera mais, não tem o que fazer, sabe? É como se ele não funcionasse. Eu enxergo muito bem, só que de um olho só”, explicou.

Em seguida, a ex-BBB esclareceu que não se importa quando a questionam sobre o assunto. “Mas eu juro que sobre o estrabismo, não me incomoda, sério. É desde a infância, né? Eu já nasci desse jeito, já nasci estrábica. Então podem falar que não vai me afetar não. Eu ainda brinco com isso”, concluiu Deniziane. Assista:

Nas redes, alguns internautas saíram em defesa da mineira após o questionamento feito pelo seguidor. “Nossa, parece que o foco das pessoas é acabar com a autoestima de qualquer pessoa”, observou um perfil. “Acho ela tão bonita e o estrabismo não afeta a beleza dela. Acho até que faz parte das características dela”, opinou outro. “Eu fico triste quando vejo comentários sobre aparência de alguém. Atacar ela por isso é muito baixo”, lamentou uma terceira pessoa.

“Não é possível que o povo faça perguntas assim, gente. Ou pior, que vejam isso como um problema. A pessoa, às vezes, já tem baixa autoestima”, indignou-se mais uma. “Eu já tinha reparado, mas o que eu ganho comentando isso nas fotos da menina? Não acrescenta em nada. E isso não tira a beleza dela. Povo é sem noção demais”, disparou um último internauta.

Continua depois da Publicidade

Olho preguiçoso

Ao gshow, o médico oftalmologista Gustavo Bonfadini, pós-doutorado em transplante de córnea pela Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, deu mais detalhes da condição. “É uma alteração neuro-oftalmológica, em que a visão não se desenvolve de forma adequada. Os nossos olhos, quando nascemos, precisam ser estimulados através de uma boa visão até os seis anos de idade. Quando isso não ocorre por conta, por exemplo, de uma alteração de grau dos óculos, que não são prescritos até os seis anos, essa pessoa fica com uma deficiência visual para o resto da vida”, pontuou.

“Depois, mesmo que a pessoa deseje um tratamento, seja uso de óculos, lente de contato, ou, até mesmo, cirurgia, ela não vai ter uma visão de 100%”, ressaltou Bonfadini. O especialista alertou, ainda, que uma das principais formas de prevenção deve ser tomada ainda nos primeiros anos de vida das crianças.

Deniziane foi a nona eliminada do BBB 24 (Foto: Globo/João Cotta)

Se você tem crianças em casa, filhos, netos, agende uma consulta com um médico oftalmologista e faça uma avaliação, um check-up, para poder entender se há necessidade de uso de óculos. Se houver, apenas pela utilização ou correção de um grau, consegue se tratar essa deficiência visual, e o paciente não ter a ambliopia, informou ao final.



Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *