Nesta segunda-feira (22), a apresentadora Luciana Barreto, da CNN Brasil, não conseguiu segurar as lágrimas enquanto falava sobre o caso de racismo sofrido por Vini Jr., do Real Madrid, durante partida contra o Valencia, no domingo (21). A jornalista usou as redes sociais para comentar sua postura no programa “O Grande Debate” e prestar apoio ao jogador, que já vinha sofrendo ataques racistas em diversos estádios pela Espanha.

“De vez em quando nós falamos aqui na CNN: ‘Olha, a gente não vai exibir essa imagem em respeito ao nosso telespectador, são imagens violentas, machucam, são fortes’. Cada vez que vejo o Vinícius Junior sofrendo isso na Europa, para mim, é uma imagem muito forte. O choro dele é o meu choro. Certamente as pessoas percebem que a gente fica com o olho inchado porque a gente está em uma situação de empatia e toda vez que a gente exibe o Vinícius Junior isolado, sozinho, tentando enfrentar uma torcida…”, disse a apresentadora, bastante emocionada.

Mais tarde, Luciana compartilhou um trecho de sua fala no canal televisivo: “Hoje foi um dia muito difícil. Queria dizer que foi um caso isolado, um dia atípico, mas não foi. Hoje meu copo transbordou! Estou cansada de analisar, explicar, sugerir leitura, clamar por justiça. Meu coração me traiu e transbordou pela minha fala e pelos meus olhos. Não é fraqueza. É força em forma de lágrimas. Estamos com você”, escreveu ela no Twitter.

A apresentadora também aproveitou o momento para se corrigir e reiterar seu apoio ao atleta.Eu errei quando disse que você estava isolado. Naquele momento, estávamos com você e ainda estamos”, acrescentou.

Continua depois da Publicidade

Entenda o caso

Neste domingo (21), Vini Jr. estava em campo com o Real Madrid na disputa contra o Valencia, na La Liga, quando os ataques começaram. Na ocasião, torcedores lançaram uma bola em campo, e o zagueiro Eray Cömert chutou-a na direção do brasileiro, que acabou sofrendo uma falta no mesmo tempo em que preparava uma jogada de ataque. Ao levantar e direcionar-se para a lateral do campo, o público que torcia para o Valencia chamou Vini Jr. de “Mono”, que significa macaco.

Vini Jr., do Real Madrid, é vítima de ataques racistas em jogo contra o Valencia, na La Liga. (Foto: Getty/Reprodução/Twitter)

Os xingamentos se agravaram no estádio e a situação piorou quando o atacante foi tirar satisfação com o autor das ofensas. A confusão passou das arquibancadas para o campo, após o goleiro do Valencia, Giorgi Mamardashvili, reproduzir a ofensa. Instantes depois, Vinicius levou uma mata-leão do adversário Hugo Duro. Em meio aos empurrões entre os membros dos clubes espanhóis, o brasileiro atingiu o rosto de Mamardashvili. Mesmo tendo sofrido agressões, ele foi o único expulso do jogo. O juiz retomou a partida, da qual o Valencia saiu vitorioso por 1 x 0.

Continua depois da Publicidade

Nas redes sociais, o jogador de 22 anos se pronunciou:

“Não foi a primeira vez, nem a segunda e nem a terceira. O racismo é o normal na La Liga. A competição acha normal, a Federação também e os adversários incentivam. Lamento muito. O campeonato que já foi de Ronaldinho, Ronaldo, Cristiano e Messi hoje é dos racistas. Uma nação linda, que me acolheu e que amo, mas que aceitou exportar a imagem para o mundo de um país racista. Lamento pelos espanhois que não concordam, mas hoje, no Brasil, a Espanha é conhecida como um país de racistas. E, infelizmente, por tudo o que acontece a cada semana, não tenho como defender. Eu concordo. Mas eu sou forte e vou até o fim contra os racistas. Mesmo que longe daqui”.

Continua depois da Publicidade

Javier Trebas Medano, presidente da La Liga, também falou sobre o caso. Em resposta à publicação do brasileiro, Javier se isentou da culpa e disparou:Antes de criticar e insultar a La Liga, é preciso que você se informe bem”. Vini Jr., porém, replicou em seguida: “Mais uma vez, em vez de criticar racistas, o presidente da La Liga aparece nas redes sociais para me atacar”.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *