Durante a gravação de uma matéria no último mês, o repórter Eduardo Tchao foi surpreendido. Na transmissão, ele recebeu a noticia de que seria demitido da TV Globo. Nesta terça-feira (23), o jornalista contou em entrevista ao podcast “Cara a Tapa” como se sentiu com a situação, considerada por ele “constrangedora”.

Tchao, que trabalhou na na emissora por 37 anos, precisou interromper a entrevista com duas pessoas para contar o que havia acontecido. “Eu só achei um pouco chato a forma como foi. Eu estava fazendo uma matéria, estava dando um furo jornalístico, e foi uma situação constrangedora porque me chamaram no meio da matéria, para eu largar a matéria e ser demitido”, disse o jornalista.

Continua depois da Publicidade

“Eu ia fazer minha passagem [quando o repórter aparece na matéria], aí falaram: ‘Vem que querem fazer uma reunião com você’. Pensei: ‘A casa caiu’”, assumiu. “Aí nesse momento eu ia fazer uma matéria sobre grandes empresários do Leblon que estavam sendo assaltados por paulistas, chamei uma senhora que ia falar comigo, falei: ‘Senhora, agradeço, mas estou sendo demitido’. Foi constrangedor”, explicou.

Durante a conversa no podcast, o comunicador também contou sobre a sua experiência na emissora e a reação dos admiradores com a sua saída. “As pessoas me ligavam e diziam: ‘Você não pode sair, você ajuda as pessoas’. Mas aconteceu. Eu gostava de trabalhar lá, muita gente lamentou, mas a página tem que ser virada”, disse Tchao. O comunicador, no entanto, não escondeu o quanto ficou chateado com a demissão: “Acho que me dediquei muito, trabalhei demais. Eu acho que eu tinha muito a fazer ainda”. Assista:

A Rede Globo, nos últimos meses, vem passando por períodos de demissão em massa. De acordo com a coluna de Lucas Pasin, do UOL, após desligamentos no Rio de Janeiro, diversos profissionais do G1, repórteres e âncoras da emissora em São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Brasília foram dispensados. Entre os nomes que não trabalham mais na empresa estão também Giuliana Morrone e Fabio Turci.

Continua depois da Publicidade

Em nota, a emissora declarou que os cortes estão sendo feitos devido às mudanças nos últimos anos. “A Globo, assim como as demais empresas de referência do mercado, tem um compromisso permanente com a busca de eficiência e evolução, mas lamenta quando se despede de profissionais que ajudaram a escrever e a contar a sua história. Isso, no entanto, faz parte da dinâmica de qualquer empresa”, iniciou.

“Os resultados da Globo refletem a boa performance do conjunto das suas operações e uma constante avaliação do cenário econômico do país e dos negócios. Como parte do processo de transformação pela qual vem passando nos últimos anos e alinhada à sua estratégia, a empresa mantém a disciplina de custos e investimentos em iniciativas importantes de crescimento”, concluiu o comunicado.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *