Nesta segunda-feira (22), a Justiça de São Paulo começou a ouvir os filhos de Gugu Liberato para o processo que analisa a união estável do apresentador e Rose Miriam. Enquanto as gêmeas Marina e Sofia se declararam a favor da mãe, o primogênito João Augusto preferiu não se manifestar.

Toda a questão do espólio de Gugu começou após sua morte repentina em novembro de 2019. Na época, foi divulgado que o veterano da TV deixou 75% do seu patrimônio para os filhos e os outros 25% para os sobrinhos. Como Rose não teve a relação reconhecida no documento, ela tenta provar união estável para ter direito a uma parte da herança.

Contudo, o processo dividiu a família, já que João Augusto permanece apoiando a tia, Aparecida Liberato, que foi nomeada como inventariante da fortuna de R$1 bilhão. Segundo o g1, João, Aparecida e um sobrinho do apresentador compareceram ao tribunal, mas permaneceram em silêncio durante toda a sessão.

A audiência aconteceu na 9ª Vara de Família e Sucessões do foro central de São Paulo e terá continuidade durante a semana. Por enquanto, o juiz vai ouvir as partes interessadas e as testemunhas.

Filhas de Gugu apoiam a mãe, Rose Miriam (Foto: Reprodução/Instagram)

Rose, Sofia e Marina são defendidas pelo advogado Nelson Wilians. “As gêmeas Marina e Sofia sempre estiveram ao lado da mãe na busca dela pelo reconhecimento de união estável na Justiça. Todos os elementos comprovam que Rose e Gugu mantinham uma relação pública, notória, duradoura, contínua e com objetivo de constituir família. Reafirmamos acreditar que, a cada dia, estamos mais próximos de vermos a justiça ser feita”, disse Nelson.

Já Aparecida e João Liberato são representados por Dilermando Cigagna. Segundo a equipe de Cigagna, o apresentador deixou uma mansão em Alphaville, São Paulo, avaliada em R$ 6 milhões para Rose Miriam quando ainda estava vivo. Além disso, ela teria recebido US$ 500 mil em investimentos. A mulher, no entanto, contesta a declaração e afirma ter passado mais de 20 anos ao lado de Gugu.

Continua depois da Publicidade

Thiago Salvático, empresário que afirma ter vivido um relacionamento estável com o apresentador durante nove anos não está envolvido no processo. Ele também busca provar uma união estável com Gugu, mas não teve o pedido reconhecido pela Justiça.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Veja mais em HugoGloss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *